Os caminhos da pesquisa em Violência nas Escolas: Entrevista com Miriam Abramovay

  • Miriam Abramovay Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO)
  • Valéria Cristina de Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - Belo Horizonte / MG
  • Flávia Pereira Xavier Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - Belo Horizonte / MG
  • Luiza Meira Bastos Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP/UERJ) - Rio de Janeiro / RJ
Palavras-chave: Escolas, Violência, Entrevista

Resumo

Miriam Abramovay é um dos principais nomes quando se trata de pesquisas sobre violência nas escolas, juventude e educação. Ela é socióloga e doutora em Ciências da Educação pela Université Lumiere Lyon 2 - França. Nesta entrevista, a pesquisadora desenhou um quadro sobre o tema da violência nas escolas no Brasil, a trajetória e possibilidades de pesquisas futuras no país. Além disso, Miriam Abramovay apresenta suas impressões sobre bullying, escolas militares e formação de professores.

Biografia do Autor

Miriam Abramovay, Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO)
Socióloga e doutora em Ciências da Educação pela Université Lumiere Lyon 2 - França. É Coordenadora da Área de Juventude e Políticas Públicas da FLACSO- Brasil. É autora e coautora de vários livros e artigos nos temas de Juventudes, Violências nas Escolas, Gênero, com ênfase em educação, gênero, violências nas escolas, violência e juventude, juventude e políticas públicas, gangues e segregação social.
Valéria Cristina de Oliveira, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - Belo Horizonte / MG
Professora adjunta do Departamento de Ciências Aplicadas à Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (FaE/UFMG). Doutora e Mestre em Sociologia pela UFMG. Pesquisadora do Centro de Estudos em Criminalidade e Segurança Pública (CRISP/UFMG) e do Núcleo de Pesquisa em Desigualdades Escolares (Nupede). Desenvolve pesquisas sobre violência em contexto escolar, mecanismos informais de controle social e efeitos de vizinhança.
Flávia Pereira Xavier, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - Belo Horizonte / MG
Mestre e doutora em Sociologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e professora do Departamento de Ciências Aplicadas à Educação a Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (FaE/UFMG). É pesquisadora do Núcleo de Pesquisa em Desigualdades Escolares (Nupede) e desenvolve pesquisas nas áreas de Avaliação Educacional, Sociologia da Educação e Estratificação Educacional.
Luiza Meira Bastos, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP/UERJ) - Rio de Janeiro / RJ
Mestre em Sociologia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Foi pesquisadora do Centro de Estudos da Criminalidade e Segurança Pública (CRISP/UFMG). Atualmente é doutoranda em Sociologia pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP/UERJ) e participa do Núcleo de Pesquisas em Direito e Ciências Sociais - DECISO . Tem experiência na área de Sociologia, atuando principalmente nos seguintes temas: uso de drogas, violência nas escolas, segurança, agentes penitenciários, prisão, punição e direito.  O presente trabalho foi realizado com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Brasil (CAPES).
Publicado
2019-04-23