Transformações urbanas, dinâmicas criminais e ações preventivas

  • André Zanetic
Palavras-chave: Segurança pública, Criminalidade, Violência, Prevenção.

Resumo

Este artigo apresenta brevemente algumas teorias acerca das relações específicas existentes entre as dinâmicas sociais, econômicas e urbanas e seu impacto sobre as questões relativas à segurança, que emergiram a partir da segunda metade do século XX até o início deste século, e que estão interconectadas também à relação intrínseca entre as articulações dos agentes de segurança e as práticas preventivas e de controle do crime por eles desenvolvidas. Procura-se mostrar como certas abordagens analíticas sobre os problemas podem se traduzir em grande potencial para o desenvolvimento de práticas preventivas eficazes, se bem adequadas aos contextos analisados. Ao final do artigo, são enfatizadas as teorias que privilegiam a compreensão e as modificações das características ambientais e urbanas, como as perspectivas desenvolvidas pela linha da prevenção situacional do crime.

Biografia do Autor

André Zanetic
Doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (USP), consultor e pesquisador nas áreas de violência, criminalidade, segurança e gestão de políticas públicas. Foi coordenador de Análise e Planejamento da Secretaria Municipal de Segurança Urbana de São Paulo, consultor do escritório das Nações Unidas sobre drogas e crime (UNODC), visiting scholar no Criminal Justice Program na Rutgers University (USA), consultor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e pesquisador junto à Secretaria Nacional de Segurança Pública − Senasp/Ministério da Justiça.
Publicado
2013-09-01