Quando as percepções (re) configuram as periferias urbanas: os espaços do crime e os espaços do medo sob a ótica dos moradores do bairro Nossa Senhora da Apresentação – Natal/RN

  • Caio Cézar Gabriel e Silva
Palavras-chave: Percepções. Violência. Segregação. Periferia.

Resumo

O Nossa Senhora da Apresentação, situado na região administrativa Norte da cidade de Natal, é considerado um bairro periférico. Possui extensões territoriais e demográficas significativas, sendo considerado o maior bairro da capital e de sua Região Metropolitana. O bairro constitui-se como um espaço urbano que concentra sérios contrastes sociais, econômicos e estruturais, que passam a ser externados através de problemas locais, como o da violência, fazendo com que o bairro estatisticamente ocupe a liderança nas taxas de homicídios da capital. O presente trabalho, partindo da análise empírica de três espaços distintos no interior do bairro, tem como objetivo principal analisar como os atores sociais que compõem o cotidiano do Nossa Senhora da Apresentação tecem a imagem do bairro por meio das percepções da segregação e da violência, uma vez que estas duas não são dissociadas no discurso dos moradores. O trabalho traz como principal contribuição a análise dos impactos desses olhares, que ficam evidentes na formação de estigmas sociais reproduzidos no interior do bairro, na fragmentação do tecido social e espacial e na formação de espaços pobres e elitizados no interior da comunidade abordada, confirmando ahipótese de que estamos diante de uma Nova Periferia urbana.

Biografia do Autor

Caio Cézar Gabriel e Silva
Graduado em História-Licenciatura pela UFRN. Possui mestrado em Estudos Urbanos e Regionais pela mesma instituição de ensino. Especializando em Ciências Criminais pela PUC-Minas e graduando em Direito pela UERN. Possui experiência na docência superior, com passagem pelo departamento de História da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, bem como lecionou Gestão Pública e Gestão Ambiental em instituições privadas de ensino superior. Atualmente é professor do Departamento de Gestão em Politicas Públicas pela UERN.