Escala de Atitudes diante da Delinquência: validade e precisão

  • Carlos Eduardo Pimentel
  • Thiago Gomes Nascimento
  • Giovanna Barroca Moura
  • Anny Edze Maia Clementino
  • Larissa Souza Soares
Palavras-chave: Escala de Atitudes diante da Delinquência. Validade. Precisão.

Resumo

A delinquência é um problema de grande monta no Brasil. No entanto, não se encontrou neste país nenhuma pesquisa que apresentasse uma escala válida de atitudes diante da delinquência. O objetivo foi apresentar evidências de validade e precisão da Escala de Atitudes diante da Delinquência (EAD). Para tanto, contou-se com uma amostra de 215 estudantes do ensino médio com média de idade de 16 anos (DP = 1,29). Realizou-se uma análise dos componentes principais e verificou-se uma estrutura bi-fatorial, pelo critério de Kaiser e de Cattell. Entretanto, a análise paralela indicou uma estrutura unifatorial que se mostrou melhor interpretável. Verificou-se um coeficiente de precisão elevado (α = 0,89) e boa consistência interna inter-itens (r = 0,43). Não se verificou diferenças por sexo e se verificou uma correlação positiva com a idade. Estes resultados atestam a validade e precisão da EAD, podendo ser utilizada em pesquisas futuras.

Biografia do Autor

Carlos Eduardo Pimentel
Doutor em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações pela Universidade de Brasília – UnB. Mestre em Psicologia (Psicologia Social), licenciatura e formação em Psicologia pela Universidade Federal da Paraíba – UFPB.
Thiago Gomes Nascimento
Ph.D. em Management Sciences pela Doctoral School of Economics and Management da University of Aix-Marseille – UAM (França), doutor em Administração e mestre em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, ambos pela Universidade de Brasília – UnB. É especialista em Administração pela Fundação Getúlio Vargas, em Segurança Pública e Cidadania pela UnB e em Ciências Jurídicas pela Universidade Cruzeiro do Sul. Possui graduação em Segurança Pública pelo Instituto Superior de Ciências Policiais – ICSP e em Direito pela Universidade Cidade de São Paulo. É membro de diversos grupos de pesquisa; professor doISCP e professor adjunto do Curso de Administração do Instituto de Educação Superior de Brasília.
Giovanna Barroca Moura
Mestre em Cooperación al Desarrollo pela Universidade de Valência (Espanha), mestre em Estudos Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, especialização em Saúde Mental pela Faculdades Integradas de Patos. Possui bacharelado em Pedagogia, além de licenciatura e formação em Psicologia, ambos pela Universidade Federal da Paraíba.
Anny Edze Maia Clementino
Estudante do curso de Pedagogia da Universidade Estadual da Paraíba.
Larissa Souza Soares
Estudante do curso de Pedagogia da Universidade Estadual da Paraíba.