Identificação das áreas intraurbanas que concentram população jovem vulnerável à violência letal no município de São Paulo: uma proposta metodológica

  • Maria Paula Ferreira
  • Alexandre Constantino
  • Gustavo de Oliveira Coelho de Souza
  • Marcelo Trindade Pitta
  • Nádia Pinheiro Dini
Palavras-chave: Violência, Juventude, Homicídios, Políticas públicas

Resumo

Esse artigo apresenta uma metodologia quantitativa para a identificação de áreas intraurbanas com concentração dejovens de 12 a 29 anos em situação de vulnerabilidade à violência letal. Como exemplo, apresenta-se para o municípiode São Paulo no ano de 2006, 60 áreas consideradas como locais de extrema vulnerabilidade juvenil à violência letal e onúmero estimado de jovens ali residentes. Esses locais concentram 17% da população do município e 39% dos óbitos porhomicídios de jovens de 12 a 29 anos.

Biografia do Autor

Maria Paula Ferreira
Maria Paula Ferreira é estatística. Doutora em Ciências pela USP. Chefe da Divisão de Metodologia e Métodos Quantitativos daFundação Seade.
Alexandre Constantino
Alexandre Constantino é bacharel em Educação Física e analista da Fundação Seade.
Gustavo de Oliveira Coelho de Souza
Gustavo de Oliveira Coelho de Souza é geógrafo e sociólogo, doutor em Ciências Sociais pela UNICAMP. Chefe da Divisão deGeoprocessamento da Fundação SEADE e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Geografia da PUC/SP. Lider doNúcleo de Pesquisas Urbanização, Meio Ambiente e Novas Tecnologias.
Marcelo Trindade Pitta
Marcelo Trindade Pitta é estatístico. Mestre em Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais da Ence-IBGE. Analista da Fundação Seade.
Nádia Pinheiro Dini
Nádia Pinheiro Dini é estatística. Gerente de metodologia e estatística da Fundação Seade.
Publicado
2010-04-01