O Herói-Envergonhado: tensões e contradições no cotidiano do trabalho policial

  • Rafael Alcadipani da Silveira
  • Cintia Rodrigues de Oliveira Medeiros
Palavras-chave: Trabalho policial, Significações de "ser policial", Mal-estar no trabalho.

Resumo

Nesta pesquisa, com o objetivo de compreender a produção e reprodução de significados que policiais atribuem ao trabalho policial no Brasil, conduzimos uma pesquisa qualitativa analisando as respostas de um formulário online preenchido por 305 respondentes. Para essa análise, tomamos como base os modelos teóricos sobre significado do trabalho e as noções de mal-estar no trabalho. Nosso argumento é que os significados atribuídos ao trabalho contém referenciais positivos e negativos, pois o significado é construído e reconstruído conforme o contexto social. Os resultados apontam que os significados do trabalho atribuídos por policiais não se resumem aos referenciais positivos que valorizam o trabalho, mas, sim, esses constituem-se de um conjunto de significações que se relacionam com suas vivências, suas histórias, seus sentimentos e com o contexto amplo do trabalho.

Biografia do Autor

Rafael Alcadipani da Silveira
Professor Adjunto da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas - EAESP-FGV. Associado pleno do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.  Ph.D pela Manchester Business School. Mestre em Administração de Empresas pela EAESP-FGV. Graduado em Administração de Empresas pela Escola Superior de Propaganda e Marketing - ESPM.
Cintia Rodrigues de Oliveira Medeiros
Professora Ajunta II dos cursos de Graduação e Pós- Graduação da Faculdade de Gestão e Negócios da Universidade Federal de Uberlândia - UFU. Doutora em Administração pelaEscola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas - EAESP-FGV. Mestre em Administração pela UFU e pelo Centro Universitário de Franca (2002).
Publicado
2016-09-29