A questão étnico-racial do sonho americano: o encarceramento dos pobres e negros no Estado policial

  • Kelly de Souza Barbosa
  • Nuno Manuel Morgadinho dos Santos Coelho
Palavras-chave: Estado social. Estado policial. Discriminação étnico-racial. Encarceramento.

Resumo

Mesmo após a intensa luta pelos direitos humanos, a evolução da concepção de Estado e consagração do Estado Social, a discriminação étnico-racial persiste enraizada na cultura e nas políticas de controle social do Ocidente. Distorcendo o monopólio estatal da força, com interesses elitizados e capitalistas, os governantes propõem meios de combate ao pobre (e não à pobreza) para viabilizar a “qualidade de vida”. Neste contexto, o Estado policial é robustecido, com investimentos públicos e privados retirados das políticas sociais, impondo o workfare e o encarceramento de massa. Este modelo, concebido e implantado nos Estados Unidos, influencia e espraia-se mundialmente.

Biografia do Autor

Kelly de Souza Barbosa
Mestranda em Direitos Coletivos e Cidadania pela Universidade de Ribeirão Preto - UNAERP. Graduada em Direito pela Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG.
Nuno Manuel Morgadinho dos Santos Coelho
Professor da Universidade de São Paulo - USP e da Universidade Ribeirão Preto - UNAERP. Livre Docente em Direito pela USP. Doutor e mestre em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. Graduado em Direito pela USP.
Publicado
2017-03-08