Evidências de validade e precisão da escala de atitudes frente à Polícia

  • Thiago Gomes Nascimento
  • Cláudio V. Torres
  • Carlos Eduardo Pimentel
Palavras-chave: Atitudes frente à Polícia, Validade, Precisão

Resumo

Numa sociedade repleta de crimes, é fundamental uma Polícia atuante, assim como pesquisas sobre as atitudes frentea esta instituição. No entanto, pouco se encontrou no contexto da psicologia nacional sobre a construção e validaçãode uma escala de atitudes diante da Polícia. Neste artigo se propõe tal medida para suprir esta lacuna. Os principaisresultados foram obtidos por meio da análise fatorial confirmatória, que corroborou a estrutura unifatorial da medida,que era prevista. O coeficiente de confiabilidade (alfa de Cronbach) demonstrou elevada precisão da medida. Não severificaram, ademais, efeitos do sexo nas atitudes em relação à Polícia, controlando-se a idade. As evidências favoráveisde validade e precisão desta medida são discutidas.

Biografia do Autor

Thiago Gomes Nascimento
Thiago Gomes Nascimento é doutorando em Administração, mestre em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações eespecialista em Segurança Pública e Cidadania, pela Universidade de Brasília. É especialista em Administração pela FundaçãoGetúlio Vargas. Oficial da Polícia Militar do Distrito Federal e professor da Academia de Polícia Militar de Brasília.
Cláudio V. Torres
Cláudio V. Torres é Ph. D. em Industrial Organizational Psychology na California School of Professional Psychology, pós-doutoradoem Marketing pela Griffith University, Austrália, e pós-doutorado em Cross-cultural Research pela University of Sussex, Inglaterra.Professor da Universidade de Brasília.
Carlos Eduardo Pimentel
Carlos Eduardo Pimentel é doutorando em Psicologia Social, do Trabalho e Organizações na Universidade de Brasília e mestreem Psicologia Social pela Universidade Federal da Paraíba.
Publicado
2011-09-01