Fatores associados ao atraso escolar: uma análise sob a ótica da violência

  • Samanda Silva da Rosa Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
  • Marco Tulio Aniceto França Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
  • Gustavo Saraiva Frio Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Violência nas escolas

Resumo

O objetivo deste estudo é verificar como a violência escolar e doméstica afeta o atraso escolar de meninos e meninas. A base de dados empregada foi a Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) do ano de 2015 e as observações compreendem estudantes que cursam a partir do sexto ano do ensino fundamente até o final do ensino médio. A estratégia empírica usada foi um modelo de análise fatorial com extração de componentes principais, e posteriormente, o modelo de escolha binária, logit. Os principais resultados apontam que a violência sexual acarreta no aumento das chances de as meninas apresentarem maior distorção idade-série. Faltar às atividades escolares por motivo de insegurança na escola ou no trajeto corrobora para o atraso escolar em ambos os sexos.

Biografia do Autor

Samanda Silva da Rosa, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Doutoranda em Economia do Desenvolvimento pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Mestre em Economia Aplicada pela Universidade Federal do Rio Grande (2018) é bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande (2015).  Tem experiência na área de Economia, com ênfase em economia do trabalho, economia regional, empreendedorismo e métodos quantitativos.
Marco Tulio Aniceto França, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Doutor em Desenvolvimento Econômico pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Professor adjunto no Programa de Pós-Graduação em Economia do Desenvolvimento na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Tem experiência na área de Economia, com ênfase em microeconometria aplicada a Economia da Educação, Economia da Saúde e Economia do Crime.
Gustavo Saraiva Frio, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Doutorando em Economia pelo Programa de Pós-Graduação em Economia (PPGE) da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e é mestre em Economia Aplicada pelo Programa de Pós-Graduação em Organizações e Mercados (PPGOM) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Tem experiência em Microeconometria e Avaliação de Políticas Públicas ambas com ênfase em Economia do Trabalho, Economia da Saúde e Economia da Educação.
Publicado
2019-04-23
Seção
Dossiê: Violência em contexto escolar e escola em contexto violento