Violência na escola e no bairro

o impacto da vitimização na autoridade dos professores e nos comportamentos de quebra de regras de adolescentes

  • Aline Morais Mizutani Gomes Universidade de São Paulo
  • Debora Piccirillo Universidade de São Paulo
  • Renan Theodoro Oliveira Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Vitimização na escola, Exposição à violência, Legitimidade do professor, Comportamentos de quebra de regras

Resumo

Esse artigo investiga as influências de vitimizações dentro e fora da escola para a legitimidade dos professores e para o comportamento de quebra de regras dos adolescentes. Em diálogo com a literatura sobre socialização legal, o estudo utiliza dados de um survey realizado com adolescentes da cidade de São Paulo. Observou-se que estudantes autodeclarados pretos, meninos e estudantes de escola pública são mais sujeitos à vitimização no bairro e na escola. Adolescentes vítimas de violência na escola são menos dispostos a legitimar os professores. Observou-se também que os estudantes mais vitimados têm maiores chances de se engajar em comportamentos de quebra de regras. Conclui-se que a criação de um ambiente escolar livre de violências pode reduzir o impacto da violência no bairro sobre as relações com os professores e os comportamentos de quebra de regras dos adolescentes.

Biografia do Autor

Aline Morais Mizutani Gomes, Universidade de São Paulo
Mestre em Psicologia pela Universidade de São Paulo e Pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da USP.
Debora Piccirillo, Universidade de São Paulo
Bacharela em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo. Pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da USP.
Renan Theodoro Oliveira, Universidade de São Paulo
Mestre em Sociologia pela Universidade de São Paulo e Pesquisador do Núcleo de Estudos da Violência da USP.
Publicado
2019-12-20
Seção
Dossiê: Violência em contexto escolar e escola em contexto violento