Biomecânica e ergonomia no trabalho de policiais militares condutores de viaturas

estudo de caso em Fortaleza-CE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2022.v16.n2.1343

Palavras-chave:

Análise Ergonômica, Policial, Promoção da Saúde

Resumo

Introdução: No que diz respeito à evolução das relações de trabalho, tornou-se essencial o desenvolvimento de ações que busquem reduzir os custos, aperfeiçoar e aumentar a produtividade do trabalho. Deste modo, a ergonomia enseja conhecer a relação entre o homem e seu ambiente de trabalho. Objetivo: Analisar o posto de trabalho de policiais militares condutores de viatura na cidade de Fortaleza/Ceará, bem como delinear recomendações ergonômicas para um exercício laboral mais seguro. Métodos: Estudo de caso, descritivo, de natureza qualitativa, utilizando o método denominado Análise Ergonômica do Trabalho (AET). Realizado em janeiro de 2020, junto ao Batalhão da Polícia de Meio Ambiente, no município de Fortaleza/Ceará. A coleta de dados foi realizada por meio de observação não participante, sistemática e estruturada em associação com registros fotográficos. Resultados: Foi observado que fatores intrínsecos à função exercida pelo policial condutor, como acúmulo de funções, sobrecarga imposta pelos equipamentos utilizados, longa carga horária de trabalho e espaço interno reduzido do veículo podem estar relacionados ao aparecimento de disfunções musculoesqueléticas. Conclusão: Concluiu-se que os fatores inerentes da profissão policial favorecem o adoecimento do policial militar que atua em viatura no Ceará. A AET é uma ferramenta útil para o conhecimento científico, que visa entender as peculiaridades da função do policial condutor de viaturas, assim como delinear recomendações individualizadas à função. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raimunda Hermelinda Maia Macena, UFC

Graduada em Enfermagem pela Universidade Estadual do Ceará, mestre em Saúde Coletiva pela Universidade de Fortaleza, doutora em Ciências Médicas e pós-doutora em saúde coletiva e sistema prisional pela Universidade Federal do Ceará. Docente associado II da Faculdade de Medicina no departamento de Fisioterapia da Universidade Federal do Ceará.

Natalia Castro, Universidade Federal do Ceará

Fisioterapeuta graduada pelo curso de Fisioterapia da  Universidade Federal do Ceará.

Zeca Juliano Araujo Bezerra, Universidade Federal do Ceará

Fisioterapeuta formado pela Universidade Federal do Ceará, já foi bolsista do Programa de Iniciação Científica vinculado ao CNPq, em pesquisas envolvendo as condições de saúde e adoecimento de policiais militares do Estado do Ceará.

Kariza Barreto, Universidade Vale do Jaguaribe

Mestre em Fisioterapia pela Universidade Del Pacifico, Especializada em Reabilitação do Assoalho Pélvico pela Universidade Federal de São Paulo, Fisioterapeuta pela Universidade de Fortaleza, atuando nas áreas de Traumatoortopedia e Saúde da Mulher.

Sandra Albuquerque, PMCE

Graduada em Odontologia, mestre em saúde pública, professora de saúde coletiva da universidade de Fortaleza, coordenadora de Saúde da PMCE.

Referências

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO CEARÁ. Estatuto dos militares estaduais do Ceará. Lei No 13.729, de 11 de janeiro de 2006. Fortaleza: INESP, 2018.

BIASOTTO-GONZALEZ, D. A.; ANDRADE, D. V.; GONZALEZ, T. O.; MARTINS, M. D.; FERNANDES, K. P. S.; CORRÊA, J. C. F.; BUSSADORI, S. K. Correlação entre disfunção temporomandibular, postura e qualidade de vida. Revista Brasileira de Crescimento e Desenvolvimento Humano, v. 18, n. 1, p. 79-86, abr. 2008.

BONFATTI, R. J.; VASCONCELLOS, L. C. F.; FERREIRA, A. P. Ergonomia, desenvolvimento e trabalho sustentável: um olhar para a saúde do trabalhador. Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, v. 15, n. 3, p. 257-266, 2017.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, 1988.

CARDOSO, E. S.; FERNANDES, S. G. G.; CORRÊA, L. C. A. C.; DANTAS, G. A. F.; CÂMARA, S. M. A. Low back pain and disability in military police: an epidemiological study. Fisioterapia em Movimento, v. 31, 2018.

CARTENS, P. S. L.; PERIOTTO, A. J. Efetivo Policial Militar: Paradigmas e Proposta Metodológica para Cálculo de Necessidades. Políticas Públicas no Estado do Paraná: resumos de propostas e projetos. Cascavel: EDUNIOESTE, 2010.

CASTRO, M. C.; ROCHA, R.; CRUZ, R. Saúde mental do policial brasileiro: tendências teórico-metodológicas. Psicologia, Saúde e Doenças, v. 20, n. 2, p. 525-541, 2019.

CAVALCANTE NETO, J. L.; CALHEIROS, D. S.; CALHEIROS, D. S.; NETO, T. S.; PINTO, M. P.; ROCHA, D. F. Levels of physical activity and associated factors between military policemen and firemen. Work, v. 62, n. 3, p. 515-521, 2019.

CORRÊA, R. S. S. O limite entre a ética da convicção e a ética da responsabilidade no desempenho policial militar nos centros urbanos. Revista de Ciências Sociais, v. 47, 2016.

COSTA, T. P. B.; SILVA, B. D. S. Ergonomia na atividade policial. Monografia (Especialização em Polícia e Segurança Pública) – Academia da Polícia Militar do Estado de Goiás, Goiás, 2019.

DOUMA, N.; COTE, C.; LACASSE, A. Occupational and Ergonomic Factors Associated With Low Back Pain Among Car-patrol Police Officers: Findings From the Quebec Serve and Protect Low Back Pain Study. The Clinical Journal of Pain, v. 34, n. 10, p. 960-966, abr. 2018.

FILTNESS, A. J.; MITSOPOULOS-RUBENS, E.; RUDIN-BROWN, C. M. Police officer in-vehicle discomfort: Appointments carriage method and vehicle seat features. Applied Ergonomics, v. 45, n. 4, p. 1247-1256, 2014.

FONTANA, R. T.; MATTOS, G. D. Vivendo entre a segurança e o risco: implicações à saúde do policial militar. Ciência, Cuidado e Saúde, v. 15, n. 1, p. 77-84, 2016.

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ. Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança – Ciops. Portal do Governo do Estado do Ceará, SSPDS, 30 jan. 2018a.

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ. Governo do Ceará entrega 466 novos veículos para a Polícia Militar. Portal do Governo do Estado do Ceará, Notícias, 26 jun. 2018b.

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ. Governo reforça frota da Polícia Militar com 156 novos veículos. Portal do Governo do Estado do Ceará, Segurança, 25 jan. 2019.

GUÉRIN, F.; KERGUELEN, A.; LAVILLE, A.; DANIELLOU, F.; DURAFFOURG, J. Compreender o trabalho para transformá-lo: a prática da ergonomia. São Paulo: Blucher, 2001.

KENDALL, F. P.; MC CREARY, E. K.; PROVANCE, P. G.; RODGERS, M. M. I.; ROMANI, W. A. Músculos: Provas e Funções com Postura e Dor. 5 ed. São Paulo: Manole, 2007.

LARSEN, B. L.; ANDERSSON, E. E.; TRANBERG, R.; RAMSTRAND, N. Multi-site musculoskeletal pain in Swedish police: associations with discomfort from wearing mandatory equipment and prolonged sitting. International Archives Occupational and Environmental Health, v. 91, n. 4, p. 425-433, 2018.

LIMA, A. C.; FERREIRA, D. C. Corpo e fisioterapia: A saúde corporal do policial militar a partir de uma revisão integrativa. Anais do I Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde (Conbracis). Campina Grande/PB, jun. 2016.

LIMA, G. O homem é o produto do meio. Notícia livre, Juazerio/BA, 2019.

LOPES JÚNIOR, E. P.; PAIVA, T. A.; MUZZIO, H.; COSTA, F. J. Rigidez e subjetividades: uma análise cultural em uma organização policial. Revista de Administração Pública, v. 45, n. 6, p. 1821-1845, dez. 2011.

MALTA, D. C.; MINAYO, M. C. S.; FILHO, A. M. S.; SILVA, M. M. A.; MONTENEGRO, M. M. S.; LADEIRA, R. M.; NETO, O. L. M.; MELO, A. P.; MOONEY, M.; NAGHAVI, M. Mortalidade e anos de vida perdidos por violências interpessoais e autoprovocadas no Brasil e Estados: análise das estimativas do Estudo Carga Global de Doença, 1990 e 2015. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 20, suppl.1, p. 142-156, 2017.

MARTÍNEZ, J.; SORRIBAS, P. M. Atribuciones sobre el uso de la fuerza policial desde la perspectiva del agente. Psicologia e Sociedade, v. 26, n. 2, p. 430-439, ago. 2014.

MINAYO, M. C. S.; ADORNO, S. Risco e (in)segurança na missão policial. Ciência e Saúde Coletiva, v. 18, n. 3, p. 585-593, 2013.

MINAYO, M. C. S.; ASSIS, S. G.; OLIVEIRA, R. V. C. Impacto das atividades profissionais na saúde física e mental dos policiais civis e militares do Rio de Janeiro (RJ, Brasil). Ciência e Saúde Coletiva, v. 16, n. 4, p. 2199-2209, abr. 2011.

MINAYO, M. C. S.; SOUZA, E. R.; CONSTANTINO, P. (Coords.). Condições de trabalho dos Policiais Militares. In: Missão prevenir e proteger: condições de vida, trabalho e saúde dos policiais militares do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2008.

PEREIRA, L. F. S.; PANATIERI, C. B. Saúde Mental e trabalho: a atividade policial e suas implicações na Saúde Mental de praças ingressos no ano de 2010 na PMGO. 2019.

PINC, T. Desempenho Policial: O Treinamento importa?. Revista Brasileira de Segurança Pública, v. 3, n. 1, 2009.

PRATI, G.; BOLDRIN, S. Organizational stressors, exposure to critical incidents and organizational well-being among correctional officers. Giornale Italiano di Medicina del Lavoro ed Ergonomia, v. 33, n. 3, suppl. B, p. 33-39, 2013.

RAMSTRAND, N.; ZÜGNER, R.; LARSEN, L. B.; TRANBERG, R. Evaluation of load carriage systems used by active duty police officers: Relative effects on walking patterns and perceived comfort. Applied Ergonomics, v. 53, part. A, p. 36-43, set. 2015.

ROZESTRATEN, R. J. A. Ergonomia no Trânsito. Psicologia: Pesquisa e Trânsito, v. 1, n. 1, p. 1-8, 2005.

SILK, A.; SAVAGE, R.; LARSEN, B.; AISBETT, B. Identifying and characterising the physical demands for an Australian specialist policing unit. Applied Ergonomics, v. 68, p. 197-203, abr. 2018.

SILVA, F. C.; HERNANDEZ, S. S. S.; ARANCIBIA, B. A. V.; CASTRO, T. L. S.; FILHO, P. J. B. G.; SILVA, R. Health-related quality of life and related factors of military police officers. Health and Quality of Life Outcomes, v. 12, n. 60, abr. 2014.

SOUZA, S. M. M. Análise Ergonômica do Trabalho de um condutor de veículos de transporte rodoviário de cargas. TCC (Monografia para obtenção de grau de Engenheira de Produção) – Instituto de Ciências Exatas e Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, João Monlevade, mar. 2017.

TAVARES, J. P. Relação entre as dimensões do modelo desequilíbrio esforço-recompensa, resiliência e níveis de cortisol salivar em policiais militares. Tese (Doutorado em Enfermagem) – Escola de Enfermagem, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015.

UFC - UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA - CEP. Parecer N° 2.237.838, de 24 de agosto de 2017. Fortaleza, 2017.

WINTER, L. E.; ALF, A. M. A profissão do policial militar: vivências de prazer e sofrimento no trabalho. Revista Psicologia Organizações do Trabalho, v. 19, n. 3, p. 671-678, 2019.

Publicado

23-03-2022

Como Citar

MACENA, Raimunda Hermelinda Maia; DA SILVA CASTRO, Natalia Virginia; ARAUJO BEZERRA, Zeca Juliano; BARRETO, Kariza; ALBUQUERQUE, Sandra. Biomecânica e ergonomia no trabalho de policiais militares condutores de viaturas: estudo de caso em Fortaleza-CE. Revista Brasileira de Segurança Pública, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 138–153, 2022. DOI: 10.31060/rbsp.2022.v16.n2.1343. Disponível em: https://revista.forumseguranca.org.br/index.php/rbsp/article/view/1343. Acesso em: 17 maio. 2024.