Autonomia profissional e liderança civil nas forças policiais da América Latina e do Caribe

Autores

  • Lucía Dammert
  • Liza Zuñiga

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2007.v1.n2.16

Palavras-chave:

Democracia, América Latina, Caribe.

Resumo

No presente artigo, analisa-se o vínculo das polícias com os ministérios dos quais dependem, com a finalidadede determinar a maior ou menor presença da liderança civil democrática nas instituições de segurança. O bomfuncionamento das polícias é um pilar fundamental para o fortalecimento das democracias, sobretudo pelo passadoautoritário presentes na maioria dos países. Por esse motivo, a análise realiza-se em torno das reformas nas polícias,focalizando o espaço de decisão que possuem e o controle que outras instituições podem exercer sobre elas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucía Dammert

Lucía Dammert es socióloga, Universidad de Cuyo, Argentina y M.A. en Planeamiento Urbano y Regional por la Universidadde Pittsburg, Estados Unidos. Directora del Programa Seguridad y Ciudadanía de FLACSO-Chile.

Liza Zuñiga

Liza Zúñiga es investigadora del Programa Seguridad y Ciudadanía de FLACSO-Chile.

Downloads

Publicado

20-09-2012

Como Citar

DAMMERT, Lucía; ZUÑIGA, Liza. Autonomia profissional e liderança civil nas forças policiais da América Latina e do Caribe. Revista Brasileira de Segurança Pública, [S. l.], v. 1, n. 2, p. 50–62, 2012. DOI: 10.31060/rbsp.2007.v1.n2.16. Disponível em: https://revista.forumseguranca.org.br/index.php/rbsp/article/view/16. Acesso em: 22 jul. 2024.