Desempenho policial

treinamento importa?

Autores

  • Tânia Pinc

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2009.v3.n1.39

Palavras-chave:

Polícia, Treinamento policial, Desempenho policial, Abordagem policial, Observação social sistemática

Resumo

Este estudo testa o impacto do treinamento no desempenho policial, utilizando uma nova metodologia demensuração. Os resultados demonstram uma medida real dos fundamentos da ação policial operacionalizados nasatividades rotineiras. Os dados foram coletados em experimento controlado, que selecionou 24 policiais militares, dacidade de São Paulo. Os policiais foram observados realizando abordagem, por meio da observação social sistemática,uma técnica de observação direta, não participante. A amostra reuniu 199 abordagens policiais, coletadas em duasetapas: julho e agosto de 2006 e fevereiro e março de 2007. Antes da segunda etapa, 50% dos policiais receberam 60horas de treinamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tânia Pinc

Tânia Pinc é mestre e doutoranda em Ciência Política pela Universidade de São Paulo e capitão da Polícia Militar do Estado deSão Paulo

Referências

CALDEIRA, T. P. R. Cidade de muros: crime, segregação e cidadania em São Paulo. Trad. de Frank de Oliveira e Henrique Monteiro. São Paulo: Ed. 34/Edusp, 2000.

CANO, I. The use of lethal force by police in Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Iser, 1997.

CARDIA, N. O medo da polícia e as graves violações dos direitos humanos. Revista Tempo Social, São Paulo, nº 9(1), p. 249-265, maio de 1997.

DADDS, V.; SCHEIDE, T. Police performance and activity measurement. Australian Institute of Criminology, 2000.

DRAKE, L. M.; SIMPER, R. The measurement police force eficiency: an assessment of U.K. home office policy. Contemporary Economic Policy, v. 23, n. 4, p. 465-482, 2005.

GOLDSTEIN, H. Policiando uma sociedade livre. Trad. Marcello Rollemberg. São Paulo: Edusp, 1976 (Série Polícia e Sociedade, 9).

LIPSKY, M. Street level bureaucracy: dilemmas of the individual in public services. New York: Russel Sage Foundation, 1980.

MESQUITA, P. Violência policial no Brasil: abordagem teórica e práticas de controle. In: PANDOLFI, D.; CARVALHO. J. M.; CARNEIRO. L. P.; GRYNSZPAN, M. Cidadania, justiça e violência. Rio de Janeiro, Fundação Getúlio Vargas, 1999.

MOORE, M. H.; BRAGA, A. The “bottom line” of policing:what citizens should value (and measure!) in police performance. United States of America, Police Executive Research Forum, 2003.

MOORE, M. H. Police performance measurement: a normative framework. Criminal Justice Ethnics, 2004.

PATTERSON, K. et al. As leis da influência: descubra o poder de mudar tudo. Tradução de Márcia Nascentes. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

PINC, T. Abordagem policial: um encontro (des) concertante entre a polícia e o público. Revista Brasileira de Segurança Pública, ano 1, ed. 2., 2007.

PINHEIRO, P. S. et al. Violência fatal: conflitos policiais em SP (81-89). Revista da USP, São Paulo, n. 9, p. 95-112, 1991.

PROENÇA Jr., D. Conceitos, métricas e metodologia da avaliação do desempenho policial em operações especiais. Relatório de Pesquisa resultante do Concurso Nacional de Pesquisas Aplicadas em Segurança Pública e Justiça Criminal. Distrito Federal, 2006.

REISS, A. J. Systematic observation of natural phenomena, Sociological Methodology, v. 3, p. 3-33, 1971.

SAMPSON, R.; RAUDENBUSH, S. Systematic social observation of public spaces: a new look at disorder in urban neighborhoods. The American Journal of Sociology, v. 105, n. 3, p. 603-651, 1999.

WANG, X.; VARDALIS, J. J.; COHN, E. G. Testing a typology of police performance measures: an empirical study of police services. Criminal Justice Police Review. v. 11, n. 1, p. 63-83, 2000.

Downloads

Publicado

01-03-2009

Como Citar

PINC, Tânia. Desempenho policial: treinamento importa?. Revista Brasileira de Segurança Pública, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 36–55, 2009. DOI: 10.31060/rbsp.2009.v3.n1.39. Disponível em: https://revista.forumseguranca.org.br/index.php/rbsp/article/view/39. Acesso em: 23 abr. 2024.