Segurança privada:

características do setor e impacto sobre o policiamento

Autores

  • André Zanetic

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2009.v3.n1.44

Palavras-chave:

Segurança pública, Segurança privada, Criminalidade, Violência, Regulação

Resumo

A grande expansão dos serviços particulares de proteção, verificada em diversos países, sobretudo a partir de meados doséculo XX, trouxe à tona importantes questões relativas à responsabilidade do Estado sobre a segurança e à regulação dosetor. A partir de uma contraposição crítica entre os aspectos regulatórios e a prática dos serviços de segurança privada emseu contexto de atuação, em especial na interface policiamento público e policiamento privado, este artigo procura discutire explicitar as questões que estão em jogo para a compreensão do impacto específico, no exercício do policiamento, dadopela presença cada vez maior das forças privadas na provisão da segurança, no cenário brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Zanetic

André Zanetic é mestre e doutorando em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. Atualmente realiza pesquisa dedoutorado sobre o impacto da segurança privada sobre o policiamento. Foi consultor pelo convênio entre o Programa dasNações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) no desenvolvimentodo estudo “Análise de Incidência Criminal durante os Jogos Pan-Americanos (Rio/2007)” e pesquisador pela Senasp /Ministério da Justiça no desenvolvimento da pesquisa “O Papel dos Municípios na Segurança Pública” (2005).

Referências

ADORNO, Sérgio. Monopólio estatal da violência na sociedade brasileira contemporânea. In: MICELI, Sérgio. O que ler na ciência social brasileira. São Paulo: Anpocs, vol. 4, 2002.

BAYLEY, David H. Padrões de policiamento: uma análise internacional comparativa. São Paulo: Edusp, 2001 (Série Polícia e Sociedade, nº 1).

BAYLEY, David H.; SHEARING, Clifford D. The future of policing. Law & Society Review, p. 585-606, 1996.

BAYLEY, David H. The new structure of policing:description, conceptualization, and research agenda. New York: National Institute of Justice, 2001.

BEATO, Cláudio. Informação e desempenho policial.UFMG, 2000. (Paper).

BESTE, Hubert; VOB, Michael. Las deformaciones del derecho penal por los servicios privados de seguridad. La insostenible situación del derecho penal. Instituto de Ciencias Criminales de Frankfurt (Ed.), Área de Derecho Penal de la Universidad Pompeu Fabra (ed. Española), Editorial Comares, 1999.

BRAGA, Anthony A. Hot spots policing and crime prevention: evidence from five randomized controlled trials. Harvard University, 2003 (Paper).

BUTTON, Mark. Private policing. Portland, OR: William Publishing, 2002.

CALDEIRA, Teresa Pires do Rio. Cidade de muros – Crime, segregação e cidadania em São Paulo. São Paulo: Ed. 34/Edusp, 2000.

CANO, Ignácio. Análise territorial da violência. Rio de Janeiro, Iser, 1997.

CATÃO, Yolanda. Mortes violentas – Um panorama dos homicídios no Brasil. Rio de Janeiro, IBGE/Departamento de Populações e Indicadores Sociais, 1999.

COHEN, Lawrence E.; FELSON, Marcus. Social change and crime rate trends: a routine activity approach. American Sociological Review, vol. 44, 1979.

CUBAS, Viviane de Oliveira. A expansão das empresas de segurança privada em São Paulo. Dissertação de Mestrado. São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, 2002.

CUNNINGHAM, William C.; TAYLOR, Todd H. Private security and police in America: the hallcrest report I. Portland, OR: Chancellor Press, 1985.

DAVIS, R. C. et al. The public accountability of private police – Lessons from New York, Johannesburg and México City. New York: Vera Institute of Justice, August 2000.

FELSON, Marcus. Routine activities and crime prevention in developmenting metropolis. Criminology, v. 25 (4): 911-31, 1987.

FENAVIST/MEZZO PLANEJAMENTO. 2º Estudo do Setor de Segurança Privada. São Paulo: Editora Segmento Ltda, 2005.

FRYE, Timothy. Private protection in Russia and Poland. American Journal of Political Science, Midwest Political Science Association ,v. 46, n. 3, p. 572-584, 2002.

IRISH, Jenny. Policing for profit: the future of South Africa’s private security industry. Monograph, n. 39, edited by Martin Schönteich, 1999.

JONES, Trevor; NEWBURN, Tim. Private security and public police. Oxford: Clarendon Press, 1998.

JONES, Trevor; NEWBURN, Tim. The transformation of policing? Understanding current trends in policing systems. British J. Criminology, n.42, p. 129-146, 2002.

KAHN, Túlio. Cidades blindadas– ensaios de criminologia. Conjuntura Criminal. São Paulo, 2001.

KAHN, Túlio. Velha e nova polícia: polícia e políticas de segurança pública no Brasil atual. São Paulo: Sicurezza, 2002.

KAKALIK, J. S.; WILDHORN, S. Private police in the United States (The Rand report). Washington: National Institute of Law Enforcement and Criminal Justice, 1972.

KOWARICK, Lúcio. Viver em risco: sobre a vulnerabilidade no Brasil urbano. Novos Estudos Cebrap, São Paulo, n. 63, p. 9-30, 2001.

LEVY, René. A crise do sistema policial francês hoje – da inserção local aos riscos europeus. Tempo Social– Revista de Sociologia da USP, v.9, n.1, p. 53-77, 1997.

LIMA, Robert Kant de; MISSE, Michel; MIRANDA, Ana Paula Mendes de. Violência, criminalidade, segurança pública e justiça criminal no Brasil: uma bibliografia. BIB, Rio de Janeiro, n.50, p. 45-123, 2000.

LOADER, Ian. Consumer culture and the commodification of policing and security. Sociology, v. 33, n. 2, p. 373-392, maio 1999.

LOPES, Cleber da Silva. Como se vigia os vigilantes: o controle da Polícia Federal sobre a segurança privada. Dissertação (mestrado). Campinas, Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, 2007.

MELO, Marcus André. Política regulatória: uma revisão da literatura. BIB, Rio de Janeiro, n. 50, 2º semestre, p. 7-43, 2000.

MURRAY, Tonita; MCKIM, Erica (2000). Introduction to the police issues in policing and private security. Police and private security: what the future holds. Ottawa: Canadian Association of Chiefs of Police, 2000 (Police Future Group study series – n. 1).

MUSUMECI, Leonarda. Serviços privados de vigilância e guarda no Brasil: um estudo a partir de informações da PNAD – 1985/95. Rio de Janeiro: Ipea, 1998 (Texto para discussão).

OCQUETEAU, F. A expansão da segurança privada na França: privatização submissa da ação policial ou melhor gestão da segurança coletiva? Tempo Social– Revista de Sociologia da USP, v.9, n.1, p. 185-195, 1997.

PAIXÃO, Antônio Luiz. Segurança privada, direitos huma-nos e democracia – Notas preliminares sobre novos dilemas políticos. Novos Estudos Cebrap, São Paulo, n. 31, p. 131-141, 1991.

PERALVA, Angelina. Violência e democracia: o paradoxo brasileiro. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

RIBEIRO, Nuno Santos. Segurança privada: evolução e limites formais ao exercício da actividade. Lisboa: Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna, 1999.

RICO, J.M.; SALAS, L. A segurança privada. Delito, insegurança do cidadão e polícia.Rio de Janeiro: Biblioteca da Polícia Militar/PMERJ, cap. V, 1992, p. 157-189.

SAMPSON, Robert J.; GROVES, W. Byron (1989). Community structure and crime: testing socialdisorganization theory. Chicago: University of Chicago, AJS, v. 94, n. 4, 1989.

SARRE, Rick. The legal basis for the authority of private police an examination of their relationship with the “public” police. The issues - private policing, 2002a.

SARRE, Rick. Private police: the future of policing and the broader regulatory framework. Australian Institute of Criminology, 2002b.

SHEARING, Clifford D.; STENNING, P. Modern private security and its implications. In: TONRY, Michael; MORRIS, Norval (Orgs.). Crime and justice. Chicago: Chicago Univ. Press, 1981, p. 193-245.

SHEARING, Clifford D. A relação entre policiamento público e policiamento privado. In: TONRY, Michael; MORRIS, Norval (Orgs.). Policiamento moderno. São Paulo: Edusp, 2001 (Série Polícia e Sociedade, n. 07).

SHEARING, Clifford D. Private Security: implications for social control.In: McCORMICK, K. R. E.; VISANO, L. A. Understanding policing. Toronto: Canadian Scholars’ Press, 1992, p. 521-544.

SOUTH, Nigel. Privatizing policing in the European Market: some issues for theory, policy, and research. European Sociological Review, Oxford University Press, v. 10, n. 3, 1994.

ZANETIC, André A questão da segurança privada: estudo do marco regulatório dos serviços particulares de segurança. Dissertação de Mestrado. São Paulo, Universidade de São Paulo, Departamento em Ciência Política , 2006

Downloads

Publicado

01-03-2009

Como Citar

ZANETIC, André. Segurança privada:: características do setor e impacto sobre o policiamento. Revista Brasileira de Segurança Pública, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 134–151, 2009. DOI: 10.31060/rbsp.2009.v3.n1.44. Disponível em: https://revista.forumseguranca.org.br/index.php/rbsp/article/view/44. Acesso em: 23 abr. 2024.