Desenho do espaço público como ferramenta para a prevenção da violência

Autores

  • Anika Gärtner

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2008.v2.n1.46

Palavras-chave:

Segurança urbana, Espaços públicos, Desenho e planejamento urbanos, Prevenção da violência

Resumo

O presente artigo tem a finalidade de apresentar e discutir o papel do espaço público para intervenções de prevençãoda violência e do crime. Um resumo da importância do espaço público para as interações e a convivência nos centrosurbanos e a apresentação das teorias principais de prevenção da violência através de planejamento e desenho urbanossão complementados por uma discussão das possibilidades e limites destas teorias e seus impactos. Duas iniciativasde implementação de projetos urbanos que consideram a relação entre o espaço público e a prevenção da violênciailustram as teorias no contexto brasileiro. Ao mesmo tempo, o artigo visa discutir o uso intuitivo das teorias espaciaispor parte de grupos criminosos, expondo alguns exemplos da realidade brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anika Gärtner

Anika Gärtner é magistra artium em Estudos Regionais da América Latina, pela Freie Universität Berlin, Alemanha; mestreem Ajuda Humanitária Internacional, pela Ruhr-Universität Bochum, Alemanha e Université Louvain-la-Neuve, Bélgica; foi,durante três anos, assistente de programas do UN-Habitat, Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos ;atualmente é oficial de programas UNV Brasil, Programa dos Voluntários das Nações Unidas.

Referências

ATLAS, Randall. The other side of CPTED. Security Management, 1991.

BORJA, Jordi. "Espacio público y espacio político". In: DAMMERT, L. Seguridad ciudadana - experiencias y desafíos. Red 14, Programa URBAL, Viña del Mar, Reimco Ltda., s/d.

BRANTINGHAM, P.J.; BRANTINGHAM, P. L. Environmental criminology. Prospect Heights, Illinois, Waveland

Press, 1991.

BRANTINGHAM, P.; FAUST, F.L. A conceptual model of crime prevention. Crime and Delinquency, vol. 22, n.3, P. 284-

, 1976.

CASTANEDA, Alberto; GARCIA, Jon. Hábitat y espacio público. El caso de los vendedores informales en el espacio público físico de Bogotá. Bogotá, Alcaldía Mayor de Bogotá, Secretaria de Gobierno, Instituto para la Economía Social, PNUD, ONU Hábitat, 2007.

CLARKE, R.V. Situational crime prevention: Theory and practice. British Journal of Criminology, vol. 20, n. 2, p.

-147, 1980.

CLARKE, R.V. Situational crime prevention: successful case studies. 2 ed. Albany, New York, Harrow and Hestion, 1997.

JEFFREY, C.R. Crime Prevention through Environmental Design. 2 ed. Beverly Hills, Sage, 1997.

NEWMAN, Oscar. Defensible space: crime prevention through urban design. New York, Macmillan, 1973.

RAU, Macarena. Prevención situacional en América Latina y el Caribe. In: ALDA, E.; BELIZ, G. ¿Cuál es la salida? La agenda inconclusa de la seguridad ciudadana. Washington, Banco Interamericano de Desenvolvimento, 2007.

SECRETARIA ESPECIAL DE COMUNICAÇÃO SOCIAL. Das remoções à célula urbana - Evolução urbano-social das favelas do Rio de Janeiro. Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, 2003 (Cadernos da Comunicação).

UNHABITAT (United Nations Human Settlements Programme). Global report on human settlements 2007 Enhancing urban safety and security. London, Earthscan, 2007.

WHO - World Health Organization. World report on violence and health. Geneva, WHO, Capitulo Violência: um problema global de saúde pública, 2002.

Downloads

Publicado

20-09-2012

Como Citar

GÄRTNER, Anika. Desenho do espaço público como ferramenta para a prevenção da violência. Revista Brasileira de Segurança Pública, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 56–68, 2012. DOI: 10.31060/rbsp.2008.v2.n1.46. Disponível em: https://revista.forumseguranca.org.br/index.php/rbsp/article/view/46. Acesso em: 12 abr. 2024.