Uma perspectiva multilateral para a prevenção da violência na América Latina

Autores

  • Flávia Carbonari
  • Gregor Wolf
  • Joan Serra Hoffman
  • Dino Caprirolo

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2016.v10.n2.694

Palavras-chave:

Prevenção da violência, Organismos internacionais, Violência juvenil, Segurança cidadã, Municípios e segurança cidadã.

Resumo

Este artigo apresenta uma perspectiva de agências multilaterais sobre segurança cidadã na América Latina e, especificamente, no Brasil. Baseado na experiência do Banco Mundial e do BID, discute a abordagem teórica e o marco operacional das duas instituições na agenda de segurança, enfatizando a importância dos investimentos em prevenção da violência, sobretudo focada em jovens. Reflete sobre o potencial e dever das multilaterais na promoção da segurança cidadã na região e discorre sobre os diferentes mecanismos de cooperação utilizados. Por fim, destaca a vocação dos municípios na prevenção da violência, ressaltando a importância do apoio dos organismos internacionais a governos locais para a promoção de cidades e países mais seguros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flávia Carbonari

Consultora especialista em desenvolvimento social e segurança cidadã do Banco Mundial. Mestre em estudos latino-americanos pela Georgetown University. Assessora especial na Secretaria de Coordenação, Planejamento e Formação do Ministério da Segurança da Argentina.

Gregor Wolf

Coordenador das Operações Setoriais na área de Desenvolvimento Sustentável do Banco Mundial no Brasil. Doutor em Biologia pela Universidade de Hamburg, Alemanha.

Joan Serra Hoffman

Especialista sênior em prevenção da violência no Banco Mundial. Doutora em Políticas Sociais pela Brandeis University.

Dino Caprirolo

Especialista Principal em Modernização do Estado no Banco Interamericano de Desenvolvimento - BID. Coordenador responsável pelos setores de Segurança Cidadã e Modernização do Estado do BID para o Brasil. Graduado em Economia pela Universidade Nacional Autônoma Metropolitana do México. Mestre em Economia do Desenvolvimento pela Universidade de George Washington e MBA pela Universidade Torcuato di Tella em Buenos Aires, Argentina.

Referências

BRASIL. Secretaria Geral da Presidência da República. Secretaria Nacional da Juventude. Ministério da Justiça. índice de vulnerabilidade juvenil e desigualdade social. Brasília, DF: Ministério da Justiça, 2015.

BEATO, C; SILVEIRA, A. M.Effectiveness and evaluation of Crime Prevention Programs in Minas Gerais. Stability: International Journal of Security and Development, v. 3, n. 1, 2014.

CARBONARI, F.; WILLMAN, A.; LIMA, R. S. Learning from Latin America: policy trends of crime decline in 10 cities across the region. Newark: University of Delaware, 2016. Mimeo.

CERQUEIRA, D. et al. Indicadores multidimensionais de educação e homicídios nos territórios focalizados pelo Pacto Nacional pela Redução de Homicídios. Nota Técnica, n. 18. Brasília: IPEA, maio 2016.

FBSP – Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Anuário Brasileiro de Segurança Pública. São Paulo, 2015.

GAMBI. M. O. Costos del delito según el método contable: un estudio comparado de los casos de Chile, Costa Rica, Honduras, Paraguay y Uruguay. In: JAITMAN, L. (Ed.). Los costos del crimen y la violencia en el bienestar de America Latina. Washington, DC: Banco Interamericano de Desarollo, 2016.

IBGE. Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2015.

IPEA; FBSP. 2016. Atlas da Violência. Nota Técnica 17. Brasília: IPEA.

LAPOP - Latin American Public Opinion Project. The political culture of democracy in the Americas: democratic governance accross 10 years of the Americas barometer. Nashville, TN: Vanderbilt University, 2015.

LIMA, R. S.et al. Relatório de Consultoria para o Banco Mundial. Brasília, 2016. Mimeo.

SEGURIDAD, JUSTICIA Y PAZ. Seguridad, justicia y paz: Consejo Ciudadano para la Seguridad Púbica y Justicia Penal. México, 2016.

SOARES, L. E. Segurança pública: presente e futuro. Estudos Avançados, São Paulo, v. 20, n. 56, p. 91-106, 2006.

TOMESANI, A. M. Foreign aid and security sector reform in Latin America. 2016. 62f. Relatório de qualificação (Doutorado em Relações Internacionais) – Instituto de Relações Internacionais, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

UNODC - United Nations Office on Drugs and Crime. Global Study on Homicide 2013: trends, context, data. Vienna, Austria: UNODC, 2014.

Downloads

Publicado

29-09-2016

Como Citar

CARBONARI, Flávia; WOLF, Gregor; HOFFMAN, Joan Serra; CAPRIROLO, Dino. Uma perspectiva multilateral para a prevenção da violência na América Latina. Revista Brasileira de Segurança Pública, [S. l.], v. 10, n. 2, p. 58–70, 2016. DOI: 10.31060/rbsp.2016.v10.n2.694. Disponível em: https://revista.forumseguranca.org.br/index.php/rbsp/article/view/694. Acesso em: 17 maio. 2024.