Violência na escola e no bairro

o impacto da vitimização na autoridade dos professores e nos comportamentos de quebra de regras de adolescentes

Autores

  • Aline Morais Mizutani Gomes Universidade de São Paulo
  • Debora Piccirillo Universidade de São Paulo
  • Renan Theodoro Oliveira Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2019.v13.n2.986

Palavras-chave:

Vitimização na escola, Exposição à violência, Legitimidade do professor, Comportamentos de quebra de regras

Resumo

Esse artigo investiga as influências de vitimizações dentro e fora da escola para a legitimidade dos professores e para o comportamento de quebra de regras dos adolescentes. Em diálogo com a literatura sobre socialização legal, o estudo utiliza dados de um survey realizado com adolescentes da cidade de São Paulo. Observou-se que estudantes autodeclarados pretos, meninos e estudantes de escola pública são mais sujeitos à vitimização no bairro e na escola. Adolescentes vítimas de violência na escola são menos dispostos a legitimar os professores. Observou-se também que os estudantes mais vitimados têm maiores chances de se engajar em comportamentos de quebra de regras. Conclui-se que a criação de um ambiente escolar livre de violências pode reduzir o impacto da violência no bairro sobre as relações com os professores e os comportamentos de quebra de regras dos adolescentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Morais Mizutani Gomes, Universidade de São Paulo

Mestre em Psicologia pela Universidade de São Paulo e Pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da USP.

Debora Piccirillo, Universidade de São Paulo

Bacharela em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo. Pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da USP.

Renan Theodoro Oliveira, Universidade de São Paulo

Mestre em Sociologia pela Universidade de São Paulo e Pesquisador do Núcleo de Estudos da Violência da USP.

Referências

ABRAMOVAY, Miriam; RUA, Maria das Graças. Violências nas escolas. Brasília: UNESCO, 2002.

ADORNO, Sérgio. Violência e crime: sob o domínio do medo na sociedade brasileira. agenda brasileira: temas de uma sociedade em mudança. São Paulo: Cia. das Letras, 2011, 554-565.

BAZ, Olalla; FERNÁNDEZ-MOLINA, Esther. Process-based model in adolescence. Analyzing police legitimacy and juvenile delinquency within a legal socialization framework. european Journal on criminal policy and research, v. 24, n. 3, 2018, p. 237-252. .

CARDIA, Nancy. Exposição à violência: seus efeitos sobre valores e crenças em relação à violência, polícia e direitos humanos. lusotopie, 2003, 299-328.

CARDIA, Nancy. pesquisa nacional, por amostragem domiciliar, sobre atitudes, normas culturais e valores em relação à violação de direitos humanos e violência: um estudo em 11 capitais de estado. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2012.

DURKHEIM, Émile. a educação moral. Petrópolis: Editora Vozes, 2008.

GOUVEIA-PEREIRA, Maria; VALA, Jorge; PALMONARI, Augusto; RUBINI, Monica. School experience, relational justice and legitimation of institutional. european Journal of psychology of education, v. 18, n. 3, 2003, 309-325.

GRAÇA, João; CALHEIROS, Maria Manuela; BARATA, Maria Clara. Authority in the classroom: adolescent autonomy, autonomy support, and teachers’ legitimacy. european journal of psychology of education, v. 28, n. 3, 2013,1065-1076.

GREGORY, Anne; RIPSKI, Michael B. Adolescent trust in teachers: Implications for behavior in the high school classroom. school psychology review, v. 7, n. 3, 2008, 337-353.

GUJARATI, Damodar N. basic econometrics. McGraw-Hill Book Company, 2nd ed. New York, 1988.

JELENIEWSKI, Stacy. expanding legitimacy in the procedural Justice model of legal socialization: trust, obligation to obey and right to make rules. Dissert. University of New Hampshire, 2014.

JUSTICE, Benjamin; MEARES, Tracey. How the Criminal Justice System Educates Citizens. the annals of the american academy of political and social science, v. 651, n. 1, 2013, 159 – 177.

LAUPA, Marta; TURIEL, Elliot. Children’s Concepts of Authority and Social Contexts. Journal of educational psychology, v. 85, n. 1, 1993, 191-197.

OSOFSKY, Joy D. The impact of violence on children. the future of children, v. 9, n. 3, 1999, 33 – 49.

PACE, Judith L., HEMMINGS, Annette. Understanding authority in classrooms: a review of theory, ideology, and research. review of educational research, v. 77, n. 1, 2007, 4–27.

RUOTTI, Caren, ALVES, Renato, CUBAS, Viviane. Violência na escola: um guia para pais e professores. São Paulo: ANDHEP: Impressa Oficial do Estado de São Paulo, 2006.

SALZINGER, Suzanne; FELDMAN, Richard S.; STOCKHAMMER, Tanya; HOOD, Julie. An ecological framework for understanding risk for exposure to community violence and the effects of exposure on children and adolescents. aggression and Violent behavior, v. 7, n. 5, 2002, 423–451

SINHORETO, Jaqueline; SILVESTRE, Giane; SCHLITTLER, Maria Carolina. desigualdade racial e segurança pública em São Paulo: Letalidade policial e prisões em flagrante. São Carlos, 2014.

TRINKNER, Rick; COHN, Ellen; REBELLON, Cesar; GUNDY, Karen Van. Don’t Trust Anyone Over 30: Parental Legitimacy as a Mediator Between Parenting Style and Changes in Delinquent Behavior Over Time. Journal of adolescence, v. 35, n. 1, 2012, 119-132.

TRINKNER, Rick; COHN, Ellen. Putting the ‘Social’ Back in Legal Socialization: Procedural Justice, Legitimacy, and Cynicism in Legal and Nonlegal Authorities. law and Human behavior, v. 38, n. 6, 2014, 206-617.

TYLER, Tom. Why people obey the law. New Haven: Yale University Press, 1990.

TYLER, Tom R.; TRINKER, Rick. Why children follow rules: legal socialization and the development of legitimacy. Oxford: Oxford University Press, 2018.

WAISELFISZ, Júlio Jacobo. mapa da Violência 2014: os Jovens do brasil. Brasília, Secretaria-Geral da Presidência da República, 2014.

WAISELFISZ, Júlio Jacobo. mapa da Violência 2015: mortes matadas por arma de fogo. Brasília, Secretaria-Geral da Presidência da República, 2015.

WEBER, Max. economia e sociedade, vol. 1. Brasília: UnB, 1999a.

WEBER, Max. economia e sociedade, vol. 2. Brasília: UnB. 1999b.

WILLIAMS, Lúcia Cavalcanti de Albuquerque et al. Efeitos a Longo Prazo de Vitimização na Escola. revista interinstitucional de psicologia, v. 4, n. 2, 2011, 187-199.

YARIV, Eliezer. Students’ attitudes on the boundaries of teachers’ authority. school psychology international, v. 30, n. 1, 2009, 92-111.

Downloads

Publicado

20-12-2019

Como Citar

GOMES, Aline Morais Mizutani; PICCIRILLO, Debora; OLIVEIRA, Renan Theodoro. Violência na escola e no bairro: o impacto da vitimização na autoridade dos professores e nos comportamentos de quebra de regras de adolescentes. Revista Brasileira de Segurança Pública, [S. l.], v. 13, n. 2, p. 158–171, 2019. DOI: 10.31060/rbsp.2019.v13.n2.986. Disponível em: https://revista.forumseguranca.org.br/index.php/rbsp/article/view/986. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: Violência em contexto escolar e escola em contexto violento