Acompanhamento psicológico preventivo para agentes de segurança pública

Autores

  • Caroline Moreira Back GMSJP, FESPPR

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2021.v15.n1.1147

Palavras-chave:

Segurança pública, prevenção, acompanhamento psicológico

Resumo

A atuação na segurança pública demanda do agente grande responsabilidade e riscos cotidianos, submetendo-o a uma constante exposição a estressores, que podem causar ou potencializar condições patológicas. Assim, este estudo objetivou compreender, com base na literatura científica sobre o tema, os principais impactos decorrentes da atuação do profissional de segurança pública e a importância do acompanhamento psicológico preventivo para estes agentes. O estudo baseou-se em metodologia descritiva, consistindo em uma pesquisa bibliográfica realizada a partir da análise de livros de referência sobre o assunto pesquisado, assim como periódicos científicos, com a seleção de artigos publicados entre os anos de 2010 e 2019 acerca do tema. Foram identificados no estudo os impactos da atividade profissional na área de segurança pública, principalmente a alta prevalência de estresse e sofrimento psíquico nos agentes, assim como os principais fatores relacionados a essa condição: riscos vivenciados no cotidiano de trabalho, necessidade de lidar com a morte e trabalho em turnos de revezamento. Dentre as estratégias identificadas para minimizar o problema, destacou-se o fornecimento de apoio psicológico preventivo aos agentes e também aos seus familiares, sendo importante também que este suporte seja fornecido pelas instituições onde o agente atua. Constatou-se que o acompanhamento psicológico preventivo pode ser uma ferramenta efetiva para a melhoria da qualidade de vida dos profissionais de segurança pública, auxiliando-os no enfrentamento do estresse inerente ao cotidiano de trabalho e minimizando, assim, os impactos à saúde mental decorrentes do exercício profissional.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caroline Moreira Back, GMSJP, FESPPR

Psicóloga na Secretaria de Segurança Pública (GMSJP - PR); Especialização em Segurança Pública; Graduação em Psicologia (PUCPR); Cursando Graduação em Direito (FESPPR); Membro do Conselho Comunitário de Execuções Penais de São José dos Pinhais (CCEP-SJP).

Referências

ANCHIETA, VaniaCristine Cavalcanti; GALINKIN, Ana Lucia; MENDES, Ana Magnólia Bezerra.Trabalho e risco de adoecimento: um estudo entre policiais civis. Psicologia: Teoria e pesquisa, v. 27, n. 2, abr/jun, 2011p. 199-208, Brasília-DF.

ARROYO, Thiago Roberto; BORGES, Marcio Andrade; LOURENÇÃO, Luciano Garcia. Ver BrasPromoç.Saúde.v. 32. nº7738, 2019.

ARRUDA, Adenilda Teixeira. Trabalho noturno e sofrimento mental em trabalhadores da saúde de dois hospitais em Manaus, AM. 165p. Tese de Doutorado – Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Rio de Janeiro,2014.

BEZERRA, Adriana Karla de Oliveira Ferreira. Concepções de policiais militares sobre cuidados com a saúde. 110 p. Mestrado - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.

BEZERRA, Claudia de Magalhães; MINAYO, Maria Cecília de Souza; CONSTANTINO, Patrícia. Estresse ocupacional em mulheres policiais.Ciênc. saúde coletiva v.18, n.3, Mar-2013. Rio de Janeiro, RJ.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988. 292 p.

CALAZANS, Marcia Esteves. Missão prevenir e proteger: condições de vida, trabalho e saúde dos policiais militares do Rio de Janeiro. Cad. Saúde Pública, v.26, n.1, p. 206-211, jan. 2010,Rio de Janeiro-RJ.

CAMPOS, Íris Catarina Ventura. Consequências do Trabalho por Turnos. Mestrado - Escola Superior de Ciências Empresariais da Escola Superior de Tecnologia – Instituto Politécnico Setúbal. Setúbal, 2014.

CASTRO, Maria Cristina d`Avila de. Prevalência de transtornos mentais e comportamentais e percepção de suporte familiar em policiais civis. Mestrado – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, 2012.

CERVO, Amado; BERVIAN, Pedro Alcino; SILVA, Roberto da.Metodologia científica. 6. ed.São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

COSTA, MarcosAntonio Cezar. Segurança Pública.Revista Núcleo de Criminologia. Nov 2010 – nº. 07. Núcleo de Pesquisa Criminológica e Políticas de Segurança Pública. Faculdade Atenas. Paracatu: Minas Gerais.

COUTO, Gilmar.; BRITO, Everton Araújo Garro; VASCONCELOS-SILVA, André;LUCCHESE, Roselma. Saúde mental do policial militar: Relações interpessoais e estresse no exercício profissional. Rev. Psicol. Argum. Curitiba, v. 30, n. 68, p. 185-194, jan./mar. 2012.

DAMASO, Cristiane Ramos; GUIMARÃES, Dilma Dias; AVELAR, Inez Glória de Lima; SCALASSARA, Nadja Maria Nascimento Luna; VELOSO, Sônia América Marques. Práticas institucionais para prevenção e atenção aos riscos psicossociais no trabalho dos policiais civis do DF: contribuições da psicodinâmica do trabalho. Especialização - Universidade de Brasília, Brasília, Dezembro/2014.

DANTAS, Marilza Aparecida; BRITO, DenilzaVitarCantarino; RODRIGUES, Pâmela Batista; MACIENTE, Thiago Silvério. Avaliação de Estresse em Policiais Militares. Psicologia: Teoria e Prática, v.12 nº3, p.66‑77. mar-2010.

ELESBÃO, Cristiane Sperling.Um olhar sobre a presença da morte no cotidiano de trabalho dos policiais militares. 2016. 65 f. Mestrado em Psicologia - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2016.

FBSP - FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA - Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2019. 13ª Ed.

FERREIRA, Leonardo Borges; SANTOS, Marcelo Augusto Finazzi; PAULA, Kesley Moraes de; MENDONÇA, Juliana Moro Bueno; CARNEIRO, Adailto Fernandes. Risco de adoecimento no trabalho: estudo com policiais militares de um batalhão de polícia de Brasília. Revista Gestão & Sociedade. V. 11, n. 29, Maio-Agosto, 2017.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

LIMA, Fabíola Polo de; BLANK, Vera Lúcia Guimarães;MENEGON, Fabrício Augusto.Prevalência de Transtorno Mental e Comportamental em Policias Militares/SC em Licença para Tratamento de Saúde. Rev. Psicologia Ciência e Profissão, n°35, vol3, p.824-840, 2015.

LIMA, Swelen Cristina Medeiros de Lima; MAIA, Danilo Nogueira; FERREIRA, Marcelo José Monteiro. Prevalência e Fatores Associados aos Transtornos Mentais Comuns em Agentes de Segurança Penitenciária do Sexo Feminino no Brasil. XXXVI Encontro de Iniciação Científica – Encontros Universitários da UFC, 2017.

LIPP, Marilda Novaes; COSTA, Keila Regina da Silva Nunes; NUNES, Vanessa Oliveira.Estresse, qualidade de vida e estressores ocupacionais de policiais:sintomas mais frequentes. Rev. Psicol., Organ. Trab., Brasília, v. 17, n. 1, p. 46-53, mar. 2017.

LIZ, Carla Maria. SILVA,Cirimbellida.ARAB, Leonardo; VIANA, Maike. BRANDT, Ricardo; VASCONCELOS, Itiberê Cunha; ANDRADE, Alexandro. Características ocupacionais e sociodemográficas relacionadas ao estresse percebido de policiais militares.Rev. Cubana de Medicina Militar.Nº 43, vol. 4º, p.467-480, 2014.

LUSTOSA, Daniela Bizzotto Soares; GONÇALVES, Heli José. Psicologia na Polícia Militar: desafios no âmbito da cultura organizacional. Rev. Psicologia: Saúde Mental e Seg. Pública, B Hte., 6, 35-50, jan./jun. 2017

MENDES, Evaristo de Oliveira. A saúde psicossocial na segurança pública brasileira. Trabalhode Conclusão de Curso - Departamento de Estudos da Escola Superior de Guerra – Rio deJaneiro: ESG, 2013.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Condições de vida, saúde e trabalho dos profissionais de segurança pública. Rev. Ciênc. saúde coletiva vol.18 n°.3 Rio de Janeiro - Mar. 2013.

MINAYO, Maria Cecília de Souza, ASSIS, Simone Gonçalves; OLIVEIRA, Raquel Vasconcellos Carvalhães. Impacto das atividades profissionais na saúde física e mental dos policiais civis e militares do Rio de Janeiro - RJ, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, 2011, vol. 16, n°4. p.2199-2209.

MIRANDA, Dayse et al. (Org.). Diagnóstico e prevenção do comportamento suicida na policia militar do estado do Rio de Janeiro. 1ª. ed. Rio de Janeiro: Mórula Editorial, 2016. 148 p.

MIRANDA, Dayse et. al. O comportamento suicida entre profissionais de segurança pública e prevenção no Brasil. Col. Pensando a Segurança Pública. Vol. 6. Ministério da Justiça e Cidadania, Secretaria Nacional de Segurança Pública: Brasília, 2016.

NEVES, Lídia; OLIVEIRA, Maria Letícia Marcondes Coelho de. FERREIRA, Daiane Fernandes; BATISTA, Eraldo Carlos. Sintomatologia de Estresse em Policiais Militares numa cidade do interior de Rondônia.Rev. Interd do Pensamento Científico. vol 2, nº 14, Janeiro/Junho 2016.

PELLEGRINI, Carla Fernanda de Sousa; CALAIS, Sandra Leal; SALGADO, Manoel Henrique. Habilidades sociais e administração de tempo no manejo do estresse. Arq. bras.psicol.v. 64, n. 3, p. 110-129, dez. 2012,Rio de Janeiro.

PINHEIRO, Letícia Ribeiro Souto; FARIKOSKI, Camila. Avaliação do Nível de Estresse de Policiais Militares. Revista de Psicologia da IMED, v. 8, n. 1, p. 14-19, ago. 2016, Passo Fundo-RS.

PINTO, Liana Wernersbach; FIGUEIREDO, Ana Elisa Bastos; SOUZA, EdinilsaRamos.Sofrimento psíquico em policiais civis doEstado do Rio de Janeiro.Revista Ciência e Saúde Coletiva, v. 18, n. 3, p. 633-644, jun, 2013.

SALINEIRO, André. Políticas Públicas em Segurança Pública e Defesa Social. Curitiba: Intersaberes, 2016.

SANTOS, Claudenir Pereira; SILVA, Luciana Maria; BRASILEIRO, MarisleiEspíndula. Alterações biopsicossociais relacionadas ao trabalho noturno.Rev. Eletr. de Enfermagem do Centro de Estudos de Enfermagem e Nutrição. Vol.1, n°1, p.1-15, jan-jul, 2012.

SÃO PAULO, Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo. Uma análise crítica sobre o suicídio policial, 2019.

SÃO PAULO. Serviçode Informação ao Cidadão da Polícia Militar do Estado de São Paulo - SIC/PM. Resposta à solicitação de informação. Solicitado em: 29 ABR. 2020. Respondido em: 1 jun. 2020.

SÃO PAULO. Secretaria da Fazenda e Planejamento. Setor de Perícias Médicas do Estado de São Paulo. Resposta à solicitação de informação. Solicitado em: 29 ABR. 2020. Respondido em: 19 mai. 2020.

SILVA, Emerson Claudio Gonzaga; CHAFFIN, Rogério Azeredo; SILVA NETO, Vlado Cândido; SIQUEIRA JUNIOR,César Luis.Impactos gerados pelo trabalho em turnos.Perspectivas online. Vol. 4, nº13. p.65-86, 2010.

SILVA, Paulo Roberto Gonçalves; SILVA, Bruna Daniella de Souza. Profissional de Segurança Pública: do tratamento moral à atenção psicossocial. Trabalho de Conclusão de Curso – Programa de Formação de Praças do Comando da Academia da Polícia Militar de Goiás. Goiás, 2019.

SOUZA, Cézar Alberto; ALBUQUERQUE, Marinson Luiz. Segurança Pública: histórico, realidade e desafios. Curitiba: Intersaberes: 2017.

SOUZA, Mario Luiz Pinheiro. Stress Policial na PMMT: Uma análise das causas, consequências e políticas de intervenção. RHM Revista Científica de Pesquisa em Segurança Pública - Vol7 - Jul/Dez 2011.

WHO, World Health Organization.Depression and other common mental disorders.Global HealthEstimates. 2017.

ZILLI, Luis Felipe. Letalidade e Vitimização Policial: Características Gerais do Fenômeno em três estados brasileiros. Boletim de Análise Político-institucional. N. 17. Dezembro, 2018.

Publicado

30-03-2021

Como Citar

BACK, Caroline Moreira. Acompanhamento psicológico preventivo para agentes de segurança pública. Revista Brasileira de Segurança Pública, [S. l.], v. 15, n. 1, p. 208–225, 2021. DOI: 10.31060/rbsp.2021.v15.n1.1147. Disponível em: https://revista.forumseguranca.org.br/index.php/rbsp/article/view/1147. Acesso em: 28 maio. 2024.