Retratos da violência doméstica contra as mulheres no estado do Pará

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2021.v15.n1.1177

Palavras-chave:

Violência doméstica, Lei Maria da Penha, Direitos Humanos.

Resumo

O objetivo dessa pesquisa foi analisar os dados estatísticos sobre violência doméstica contra a mulher no estado do Pará no período de 2008 a 2015. O estudo foi desenvolvido com uma abordagem quantitativa, tendo como objeto analítico descritivo o fenômeno da violência contra a mulher ou violência doméstica.  Os dados foram coletados do Banco de dados do Sistema Integrado de Segurança Pública SISP/WEB. A análise dos dados estatísticos revelam a magnitude do problema, urgência social e abrangência nacional do tema com eixos voltados para os direitos humanos e cidadania da mulher. Através destes foi possível identificar o número de ocorrências, os principais tipos e as características predominantes das mulheres vítimas de violência doméstica e familiar relacionados a faixa etária, escolaridade, cor e profissão. De acordo com os dados quantitativos mostrados por este estudo, das 905.694 ocorrências registradas por crimes contra a mulher no estado do Pará nos anos pesquisados (2008 a 2015) 31.793 (ou seja 3,5% do total) foram enquadradas pela autoridade policial como violência doméstica de acordo com a lei Maria da Penha.

 

 

Biografia do Autor

Maria Amélia Fadul Bitar, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Pará (1995). Professora adjunto IV da Universidade Federal do Pará. 

Vera Lúcia de Azevedo Lima, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professora do Programa de Pós-graduação em Enfermagem e do Programa de Pós-graduação em Segurança Pública da Universidade Federal do Pará.

Gesiany Miranda Farias, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Mestre em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Pará.

Publicado

2021-03-23