Desafios para a segurança pública no Maciço de Baturité – Ceará

mortalidade violenta e insegurança no "Território Unilab"

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2022.v16.n3.1436

Palavras-chave:

Segurança Pública, Homicídios, Maciço de Baturité/CE, Unilab

Resumo

O presente texto aborda o aumento da mortalidade violenta no interior do Ceará tomando como objeto a situação do Maciço de Baturité e considerando dois aspectos: 1) as transformações sociais da criminalidade e das violências; e 2) o funcionamento das organizações de segurança pública e de justiça criminal. Na análise, leva-se em conta especialmente as cidades de Acarape, Barreira e Redenção, por apresentarem aumento mais expressivo da mortalidade violenta na região no período recente e por serem cidades-sede da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab). Em termos metodológicos, utilizou-se de entrevistas semiestruturadas com sujeitos locais (políticos, profissionais da segurança pública e operadores do direito) e análise de dados estatísticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Thiago Rocha Vasconcelos, Unilab

Professor da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), em Redenção-CE. Bacharel em Ciências Sociais pela UFC. Mestre em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP).

Antonio Micael Pontes da Silva, UFC

Mestrando em Sociologia na Universidade Federal do Ceará (UFC). Bacharel em Humanidades e Licenciado em Sociologia (Unilab).

Julimar Trajano Lopes, Unilab

Bacharel em Administração Pública (Unilab).

Referências

ABRANTES, C. S. A. Um texto acadêmico para uma ação política: a Unilab e os episódios de violência em Redenção e Acarape. In: BARROSO, M. M.; ABRANTES, C. S. A. (Orgs.). Antropologia, cooperação internacional e processos de formação de estado: entre práticas de governo e práticas da política. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Antropologia, 2020, p. 232-256.

BARROS, J. P. P.; PAIVA, L. F. S.; RODRIGUES, J. S.; SILVA, D. B. da; LEONARDO, C. dos S. Pacificação nas Periferias: discursos sobre as violências e o cotidiano de juventudes em Fortaleza. Revista de Psicologia, v. 9, n. 1, p. 117-128, jan./jun. 2018.

BECKER, H. S. Outsiders. Estudos de sociologia do desvio. Rio de Janeiro: Zahar, 2008 [1963].

COELHO, M. de A.. Polícia e comunidade: um estudo das relações sociais em uma delegacia do interior do Estado do Ceará. Orientador: Luiz Fabio Silva Paiva. 88 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Programa de Pós-graduação em Sociologia, Centro de Humanidades, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2021.

CERQUEIRA, D.; LOBÃO, W. Determinantes da criminalidade: uma resenha dos modelos teóricos e resultados empíricos. Texto para Discussão Nº 956 (TD 0956). Rio de Janeiro, Ipea, jun. 2003. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=4186. Acesso em: 26 jun. 2022.

FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA – FBSP. Ceará Pacífico: o cenário da violência e da criminalidade no Brasil e no Ceará. FBSP; Governo do Estado do Ceará, 2017. [Livro 2].

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA – IPEA; FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA – FBSP. Atlas da Violência 2016. Brasília: Ipea/FBSP, 2016.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA – IPEA; FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA – FBSP. Atlas da Violência 2018. Rio de Janeiro: Ipea/FBSP, 2018.

GOMES, C. A. C. Espaço urbano e criminalidade: uma breve visão do problema. Revista de Desenvolvimento Econômico, v. 7, n. 11, p. 57-67, jan. 2005.

LOPES, J. T. Segurança Pública no Território Unilab: uma análise triangulada em Acarape/CE e Redenção/CE. Monografia (Bacharelado em Administração Pública) – Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Redenção/CE, 2018.

MANSO, B. P.; DIAS, C. N. A guerra: a ascensão do PCC e o mundo do crime no Brasil. 2 ed. São Paulo: Todavia, 2018.

NÓBREGA JÚNIOR, J. M. P. da. Violência homicida no nordeste brasileiro: dinâmica dos números e possibilidades causais. Dilemas-Revista de Estudos de Conflito e Controle Social, v. 10, n. 3, p. 553-572, 2017. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/dilemas/article/view/14563/. Acesso em: 28 jun.2022.

OLIVEIRA JUNIOR, A. de; ALENCAR, J. L. O. Novas polícias? Guardas municipais, isomorfismo institucional e participação no campo da segurança pública. Revista Brasileira de Segurança Pública, v. 10, n. 2, p. 24-34, ago./set. 2016.

PAIVA, L. F. S. “Aqui não tem gangue, tem facção”: as transformações sociais do crime em Fortaleza, Brasil. Caderno CRH, v. 32, n. 85, p.165-184, abr. 2019.

SEPLAG - Secretaria de Planejamento e Gestão do governo do estado do Ceará. Perfil da Macrorregião de Baturité. Disponível em: https://www.seplag.ce.gov.br/wp-content/uploads/sites/14/2011/05/Perfil-Regional-Baturite.pdf. Acesso em: 28 jun. 2022.

UNICEF – FUNDO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A INF NCIA; ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO CEARA – ALECE; GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ. Trajetórias Interrompidas: homicídios na adolescência em Fortaleza e em seis municípios do Ceará. Fortaleza, 2017.

UNICEF. Homicídios de crianças e adolescentes. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/homicidios-de-criancas-e-adolescentes. Acesso em: 29 jun. 2022.

UNILAB. Nota: Estudante é atingida por tiros na unidade acadêmica dos Palmares em Acarape-CE. 20 de outubro de 2017. Disponível em: http://www.unilab.edu.br/noticias/2017/10/20/nota-estudante-e-atingida-por-tiros-na-unidade-academica-dos-palmares-em-acarapece/. Acesso em 28 mai. 2022.

VIEIRA, J. L. T. O elemento suspeito no território estigmatizado: efeitos psicossociais da atuação policial no Distrito de Antônio Diogo em Redenção-CE. Trabalho de Conclusão de Curso – (Graduação em Humanidades), Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Redenção/CE, 2017.

WACQUANT, L. A estigmatização territorial na idade da marginalidade avançada. Sociologia: Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, v. 16, p. 27-39, 2006.

WAILSELFISZ, J. J. Mapa da violência 2012: os novos padrões da violência homicida no Brasil. Instituto Sangari. São Paulo, 2011

Notícias de imprensa:

DIÁRIO DO NORDESTE. Bandidos resgatados da cadeia em Redenção. Diário do Nordeste. Fortaleza, 07 de maio de 2003. Disponível em: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/seguranca/bandidos-resgatados-da-cadeia-em-redencao-1.11414. Acesso em 28 mai. 2022.

DIÁRIO DO NORDESTE. Chacina em Redenção – cinco corpos achados em canavial. Diário do Nordeste. Fortaleza, 02 de setembro de 2014. Disponível em: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/seguranca/chacina-em-redencao-cinco-corpos-achados-em-canavial-1.1091481. Acesso em 28 mai. 2022.

DIÁRIO DO NORDESTE. Chefe de facção criminosa é preso suspeito de comprar votos para candidato a vereador em Redenção. Diário do Nordeste. Fortaleza, 17 de novembro de 2020. Disponível em: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/seguranca/chefe-de-faccao-criminosa-e-preso-suspeito-de-comprar-votos-para-candidato-a-vereador-em-redencao-1.3012276. Acesso em 28 mai. 2022.

DIÁRIO DO NORDESTE. Três homens morrem em confronto com a polícia em Guaiúba. Diário do Nordeste. Fortaleza, 14 de janeiro de 2020. Disponível em: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/seguranca/tres-homens-morrem-em-confronto-com-a-policia-em-guaiuba-1.2198328. Acesso em 28/05/2022.

G1. No Ceará, criminosos invadem velório e colocam fogo em caixão. G1. Fortaleza, 01 de dezembro de 2015. Disponível em: http://g1.globo.com/ceara/noticia/2015/12/no-ceara-criminosos-invadem-velorio-e-colocam-fogo-em-caixao.html. Acesso em 28 mai. 2022.

G1. Polícia fecha laboratório de refino de drogas e prende dupla em Fortaleza. G1. Fortaleza, 31 de maio de 2016. Disponível em: http://g1.globo.com/ceara/noticia/2016/05/policia-fecha-laboratorio-de-refino-de-drogas-e-prende-dupla-em-fortaleza.html. Acesso em 28 mai. 2022.

G1. Quadrilha armada explode agência bancária e foge levando dinheiro em Redenção no Ceará. G1. Fortaleza, 10 de julho de 2017. Disponível em: https://g1.globo.com/ceara/noticia/quadrilha-armada-explode-agencia-bancaria-e-foge-levando-dinheiro-em-redencao-no-ceara.ghtml. Acesso em 28 mai. 2022.

MACHADO, L. Atlas da Violência: os fatores que levaram Norte e Nordeste a serem as regiões com mais homicídios do Brasil. BBC News, São Paulo, 2019.Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-48517967. Acesso: 28 jun. 2022.

MANSO, B. P. Depois de se tornar região mais violenta Nordeste lidera redução de homicídios. G1 - Monitor da violência. São Paulo, 01 de setembro de 2019. Disponível em: https://g1.globo.com/monitor-da-violencia/noticia/2019/09/01/depois-de-se-tornar-regiao-mais-violenta-nordeste-lidera-reducao-de-homicidios.ghtml. Acesso em 28 mai. 2022.

O POVO. Três suspeitos de assaltos a banco são presos em Redenção. O Povo. Fortaleza, 21 de março de 2014. Disponível em: https://www20.opovo.com.br/app/ceara/redencao/2014/03/21/notredencao,3224116/tres-suspeitos-de-assaltos-a-banco-sao-presos-em redencao.shtml. Acesso em 28 mai. 2022.

O POVO. Assaltos e áudios atribuídos a facções criminosas assustam moradores. O Povo. Fortaleza, 22 de maio de 2017. Disponível em: https://www.opovo.com.br/noticias/ceara/redencao/2017/05/assaltos-e-audios-atribuidos-a-faccoes-criminosas-assustam-moradores-d.html. Acesso em 28 mai. 2022.

O POVO. Moradores de Guaiúba têm casas invadidas e três homens são executados; uma vítima foi decapitada. 15 de setembro de 2020. Disponível em: https://www.opovo.com.br/noticias/ceara/guaiuba/2020/09/15/moradores-de-guaiuba-tem-casas-invadidas-madrugada-pessoas-executadas.html. Acesso em 28 mai. 2022.

O POVO. Polícia investiga se três mortes no Maciço de Baturité seriam em retaliação a prisão de ex-fuzileiro naval. O Povo. Fortaleza, 17 de novembro de 2020. Disponível em: https://www.opovo.com.br/noticias/ceara/2020/11/17/policia-investiga-se-tres-mortes-no-macico-de-baturite-seriam-em-retaliacao-a-prisao-de-ex-fuzileiro-naval.html. Acesso em 28 mai. 2022.

PORTAL MESSEJANA - Promovendo o Ceará. Ceará, descubra essa alegria no Maciço de Baturité. s/d. Disponível em: http://www.portalmessejana.com.br/noticias.php?exibir=turismo&id_noticia=14675. Acesso: 28 jun. 2022.

SUDRÉ, Lu. Tortura virou regra em prisões do Ceará, relatam organizações. Brasil de Fato. São Paulo, 13 de setembro de 2019. Disponível em: https://www.brasildefato.com.br/2019/09/13/tortura-virou-regra-em-prisoes-do-ceara-relatam-organizacoes/. Acesso em 28 mai. 2022.

Publicado

2022-09-26

Como Citar

Vasconcelos, F. T. R., Pontes da Silva, A. M., & Trajano Lopes, J. (2022). Desafios para a segurança pública no Maciço de Baturité – Ceará: mortalidade violenta e insegurança no "Território Unilab". Revista Brasileira De Segurança Pública, 16(3). https://doi.org/10.31060/rbsp.2022.v16.n3.1436