Forças públicas de segurança e a população de rua em tempos de Covid-19

encontros e desencontros

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2022.v16.n3.1633

Palavras-chave:

Segurança Pública, Polícia, Guarda Municipal, População de rua, COVID-19

Resumo

Trata-se de estudo qualitativo, baseado em entrevistas com agentes da Polícia Militar de Minas Gerais e da Guarda Civil Municipal de Belo Horizonte, sobre sua ação junto às pessoas em situação de rua (PSR) no contexto da pandemia da COVID-19. Os agentes relataram falta de treinamentos para lidar com PSR e seguirem critérios próprios para atender as exigências institucionais e da comunidade, sendo os protocolos parcialmente determinantes dos seus processos decisórios. A ação direcionada para as PSR envolve atos repressivos, “higienistas” e de controle das pessoas e do espaço urbano. As PSR são caracterizadas como elementos da degradação urbana e obstáculos à circulação de pessoas, sendo as forças de segurança acionadas quando as restrições sociais não conseguem mantê-las controladas. A pandemia foi motivo de apreensão inicial na atuação policial, com posterior relaxamento. O artigo revela a distância entre a norma e a execução do trabalho policial no que se refere a populações vulneráveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emmanuelle Pereira Brandt de Azeredo, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestra em Sociologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Especialista em Criminologia, Política Criminal e Segurança Pública pela Rede LFG, Especialista em Segurança Pública e Atividade Policial pela Faculdade Arnaldo, Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Atualmente é Professora da Academia de Polícia Civil de Minas Gerais e Escrivã na Polícia Civil de Minas Gerais, com experiência nas áreas de Segurança Pública, Direito e Psicologia, com ênfase em Educação.

Andréa Maria Silveira, Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina da UFMG - CRISP/UFMG

Médica sanitarista e do trabalho, mestre em Sociologia, doutora em Ciências Humanas é docente do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina da UFMG, nos cursos de graduação em Medicina e Gestão de Serviços de Saúde, Mestrado Profissional em Promoção da Saúde e Prevenção da Violência e no Programa de Pós-Graduação em Sociologia. É pesquisadora do Centro de Estudos em Criminalidade e Segurança Pública (CRISP/UFMG).

Marcus Vinicius Gonçalves da Cruz, Fundação João Pinheiro (FJP/MG)

Doutor em Administração. Pesquisador e professor da Fundação João Pinheiro (FJP/MG). É membro da Núcleo de Estudos em Segurança Pública (NESP/FJP) e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

Referências

ALCADIPANI, R. Pandemic and macho organizations: wakeup call or business as usual?. Gender, Work & Organization, v. 27, n. 5, p. 734-746, 2020.

ALCADIPANI, R.; CABRAL, S.; FERNANDES, A.; LOTTA, G. Street-level bureaucrats under COVID-19: police officers’ responses in constrained settings. Administrative Theory & Praxis, v. 42, n. 3, p. 394-403, 2020. Doi: https://doi.org/10.1080/10841806.2020.1771906.

ALCADIPANI, R.; MATARAZZO, G.; FERNANDES, A. Organizações policiais frente à pandemia: sensemaking, liderança e discricionariedade. Revista de Administração Pública, v. 54, n. 4, p. 898-908, 2020. Doi: https://doi.org/10.1590/0034-761220200178.

BAPTISTA, B. G. L.; DUARTE, F.; LIMA, M. L. T.; IORIO FILHO, R. M.; LIMA, R K. de. A justiça brasileira sob medida: A ALCADIPANI, R. Pandemic and macho organizations: wakeup call or business as usual?. Gender, Work & Organization, v. 27, n. 5, p. 734-746, 2020.

ALCADIPANI, R.; CABRAL, S.; FERNANDES, A.; LOTTA, G. Street-level bureaucrats under COVID-19: police officers’ responses in constrained settings. Administrative Theory & Praxis, v. 42, n. 3, p. 394-403, 2020. Doi: https://doi.org/10.1080/10841806.2020.1771906.

ALCADIPANI, R.; MATARAZZO, G.; FERNANDES, A. Organizações policiais frente à pandemia: sensemaking, liderança e discricionariedade. Revista de Administração Pública, v. 54, n. 4, p. 898-908, 2020. Doi: https://doi.org/10.1590/0034-761220200178.

BAPTISTA, B. G. L.; DUARTE, F.; LIMA, M. L. T.; IORIO FILHO, R. M.; LIMA, R K. de. A justiça brasileira sob medida: A pandemia no Brasil entre direitos e privilégios. Fórum Sociológico, série II, n 39, p. 19-30, 2021.

BARDIN, I. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições Setenta, 1994.

BATITUCCI, E. C. Gerencialismo, estamentalização e busca por legitimidade: o campo policial militar no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 34, n. 101, 2019. Doi: https://doi.org/10.1590/3410111/2019.

BELO HORIZONTE. Prefeitura. Decreto Nº 17.328, de 8 de abril de 2020. Diário Oficial do Município (DOM), ano XXVI, n. 5992, extra.

BRADBURY-JONES, C.; ISHAM, L. The pandemic paradox: the consequences of COVID-19 on domestic violence. Journal of Clinical Nursing, v. 29, n. 13-14, p. 2047-2049, 2020.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília/DF, 5 out. 1988.

BUENO, S.; BOHNENBERGER, M.; SOBRAL, I. A violência contra meninas e mulheres no ano pandêmico. In: FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA – FBSP. BUENO, S.; LIMA, R. S. de. (Coords.). Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2021. São Paulo: FBSP, p. 93-100, 2021.

BUENO, S.; LIMA, R. S.; TEIXEIRA, M. A. C. Limites do uso da força policial no Estado de São Paulo. Cadernos EBAPE.BR, v. 17, n. esp., p. 783-799, nov. 2019. Doi: https://doi.org/10.1590/1679-395177322.

CARDEAL, C. C. De guarda patrimonial a polícia municipal: a guarda municipal de Belo Horizonte e o seu processo de institucionalização. Dissertação (Mestrado em Administração Pública) – Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho, Fundação João Pinheiro, Belo Horizonte, 2018.

COLOGNESE, S. A.; MELO, J. L. B. A técnica de entrevista na pesquisa social. Cadernos de Sociologia, v. 9, n. 4, p. 143-160, 1998.

CONNELL, R. W.; MESSERSCHMIDT, J. W. Masculinidade hegemônica: repensando o conceito. Revista de Estudos Feministas, v. 21, n. 1, p. 241-282, 2013.

CONSELHO NACIONAL DE SECRETÁRIOS DE SAÚDE – CONASS. Novo coronavírus: o que é, causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção. CONASS, 31 jan. 2020.

CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA DE MINAS GERAIS – CORECON/MG. Sobre curvas e pirâmides: a geometria da desigualdade na pandemia. Observatório das Desigualdades, Boletim Nº 9, p. 1-29, abr. 2020.

COSTA, A. T. A Polícia Militar e seus dilemas identitários. Contemporânea, v. 11, n. 1, p. 287-312, jan./abr. 2021.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 2 ed. Trad. Luciana de Oliveira da Rocha. Porto Alegre: Artmed, 2007.

CRESWELL, J. W. Investigação qualitativa e projeto de pesquisa: escolhendo entre cinco abordagens. Porto Alegre: Penso, 2014.

DAVIDOVITZ, M.; COHEN, N.; GOFEN, A. Governmental response to crises and its implications for street-level implementation: policy ambiguity, risk, and discretion during the COVID-19 pandemic. Journal of Comparative Policy Analysis: Research and Practice, v. 23, n. 1, p. 120-130, 2021. Doi: https://doi.org/10.1080/13876988.2020.1841561.

DIAS, A. L. F. (Org.). Dados referentes ao fenômeno da população em situação de rua no Brasil. Relatório técnico-científico. Plataforma de Atenção em Direitos Humanos, Programa Polos de Cidadania, Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte: Marginália Comunicação, 2021.

DUTRA, G. J.; ALMEIDA A. C.; SANTOS F. N. F.; TRUZZI B. A ocorrência de crimes durante a pandemia de Covid 19: investigações iniciais para o estado do Rio Grande do Sul. Texto para Discussão Nº 23. Observatório Socioeconômico da COVID-19. Ministério da Educação, Universidade Federal de Santa Maria, 11 jan. 2021.

ESTRELA, F. M.; SOARES, C. F. S.; CRUZ, M. A. da; SILVA, A. F. da; SANTOS, J. R. L.; MOREIRA, T. M. de O.; LIMA, A. B.; SILVA, M. G. Pandemia da Covid 19: refletindo as vulnerabilidades a luz do gênero, raça e classe. Ciência & Saúde Coletiva, v. 25, n. 9, p. 3431-3436, 2020. Doi: https://doi.org/10.1590/1413-81232020259.14052020.

FENLEY, V. M. Everyday citizenship and COVID-19: “staying at home” while homeless. Administrative Theory & Praxis, v. 43, n. 2, p. 245-257, 2021.

FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA – FBSP. Violência doméstica durante a pandemia de Covid-19. Nota Técnica. Ed. 3. São Paulo: FBSP, 2020.

FRÓIS, C. Covid-19 pandemic and social distancing in prisons. Anthropology Today, v. 36, n. 36, p. 25-26, 2020. Doi: https://doi.org/10.1111/1467-8322.12578.

GODOY, A. S. Introdução à Pesquisa Qualitativa e suas possibilidades: Uma revisão histórica dos principais autores e obras que refletem esta metodologia de pesquisa em Ciências Sociais. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 35, n. 2, p. 57-63, mar./abr. 1995.

GOFEN, A.; LOTTA, G. Street-level bureaucrats at the forefront of pandemic response: a comparative perspective street-level. Journal of Comparative Policy Analysis: Research and Practice, v. 23, n. 1, p. 1-13, jan. 2021. Doi: https://doi.org/10.1080/13876988.2020.1861421.

GOH, K. K.; LU, M. L.; JOU, S. Impact of COVID-19 pandemic: Social distancing and the vulnerability to domestic violence. Psychiatry Clinical Neuroscience, v. 74, n. 1, p. 612-613, ago. 2020. Doi: https://doi.org/10.1111/pcn.13130.

KOPITTKE, A. Guardas Municipais: entre a tentação da tradição e o desafio da inovação. Revista Brasileira de Segurança Pública, v. 10, n. 2, p.72-87, 2016.

KYPRIANIDES, A.; BRADFORD, B.; BEALE, M.; SAVIGAR-SHAW, L.; STOTT, C.; RADBURN, M. Policing the COVID-19 pandemic: police officer well-being and commitment to democratic modes of policing. Policing and Society, p. 1-18, 2021. Doi: https://doi.org/10.1080/10439463.2021.1916492.

LALLIE, H. S.; SHEPHERD, L. A.; NURSE, J. R.; EROLA, A.; EPIPHANIOU, G.; MAPLE, C.; BELLEKENS, X. Cyber security in the age of COVID-19: a timeline and analysis of cyber-crime and cyber-attacks during the pandemic. Computer & Security, v. 105, jun. 2021. Doi: https://doi.org/10.1016/j.cose.2021.102248.

LIMA, N. N. R.; SOUZA, R. I. de; FEITOSA, P. W. G.; MOREIRA, G. L. de S.; SILVA, C. G. L. da; ROLIM NETO, M. L. People experiencing homelessness: Their potential exposure to COVID-19. Psychiatry Research, v. 288, p. 112945, jun. 2020. Doi: https://doi.org/10.1016/j.psychres.2020.112945.

LIPSKY, M. Burocracia de nível de rua: dilemas do indivíduo nos serviços públicos. Brasília: Enap, 2019.

LOBO, J. C. Uma outra pandemia no Brasil: as vítimas da violência doméstica no isolamento social e a “incomunicabilidade da dor”. Tessituras, v. 8, n. 1, p. 20-26, jan./jun. 2020. Doi: https://doi.org/10.15210/TES.V8I0.18901.

LOTTA, G. S.; MAGRI, G. M.; NUNES, A. C.; BENEDITO, B. S.; ALIBERTI, C.; RIBEIRO, E. C.; SILVA, F. L.; THOMAZINHO, G.; PEREIRA, G.; MIRANDA, J. R.; CORRÊA, M. G.; SILVEIRA, M. C.; KRIEGER, M. G. M.; BARCELLOS, T.; SANTOS, A. The impact of the Covid-19 pandemic on the performance of street level bureaucrats in Brazil. Revista Brasileira de Ciência Política, v. 35, abr. 2021. Doi: https://doi.org/10.1590/0103-3352.2021.35.243776.

LOTTA, G. S., SOBRAL, I., CORRÊA, M.; ALCADIPANI, R., BUENO, S. A pandemia de Covid-19 e os policiais brasileiros. Nota Técnica. São Paulo: FGV/FBSP, 18 maio 2020.

MARCUS, B.; WEIGELT, O.; HERGERT, J.; GURT, J.; GELLÉRI, P. The use of snowball sampling for multi source organizational research: Some cause for concern. Personnel Psychology, v. 70, n. 3, p. 635-673, 2017. Doi: https://doi.org/10.1111/peps.12169.

MATTA, G. C.; REGO, S.; SOUTO, E. P.; SEGATA, J. (Orgs.). Os impactos sociais da Covid-19 no Brasil: populações vulnerabilizadas e respostas à pandemia. Rio de Janeiro: Observatório Covid 19; Editora Fiocruz, 2021. Série Informação para ação na Covid-19. ISBN: 978-65-5708-032-0. Doi: https://doi.org/10.7476/9786557080320.

MILLER, J. P.; PHILLIPS, G.; HUTTON, J.; MACKELPRANG, J. L.; O'REILLY, G. M.; MITCHELL, R. D.; SMITH, C.; MITRA, B. COVID-19 and emergency care for adults experiencing homelessness. Emergency Medicine Australasia, v. 32, n. 6, p.1084-1086, dez. 2020. Doi: https://doi.org/10.1111/1742-6723.13652.

MINAYO, M. C. S. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 23 ed. Petrópolis: Vozes, 2004.

MØLLER, M. Ø. The dilemma between self-protection and service provision under Danish Covid-19 guidelines: a comparison of public servants’ experiences in the pandemic frontline. Journal of Comparative Policy Analysis: Research and Practice, v. 23, n. 1, p. 95-108, 2021. Doi: https://doi.org/10.1080/13876988.2020.1858281.

MONTGOMERY, M. P.; CARRY, M. G.; GARCIA-WILLIAMS, A. G.; MARSHALL, B.; BESRAT, B.; BEJARANO, F.; CARLSON, J.; RUTLEDGE, T.; MOSITES, E. Hand hygiene during the COVID-19 pandemic among people experiencing homelessness – Atlanta, Georgia, 2020. Journal of Community Psychology, n. 49, n. 7 p. 441–2453, set. 2021. Doi: https://doi.org/10.1002/jcop.22583.

MOORE, M. H. Policiamento comunitário e policiamento para a solução de problemas. In: TONRY, M.; MORRIS, N. (Orgs.). Policiamento moderno. São Paulo: Universidade de São Paulo, p. 115-176, 2003.

MUNIZ, J. O.; SILVA, W. F. da. Mandato policial na prática: tomando decisões nas ruas de João Pessoa. Cadernos CRH, v. 23, n. 60, p. 449-473, set./dez. 2010.

NAÇÕES UNIDAS BRASIL. Chefe da ONU alerta para aumento da violência doméstica em meio à pandemia do coronavírus. Nações Unidas Brasil, Notícias, 6 abr. 2020.

OLABUÉNAGA, J. R. Metodología de la investigación cualitativa. Bilbao: Universidad de Deusto, 2012.

OLIVEIRA, L. M. F. A construção das “populações-alvo” nas políticas públicas: o caso dos moradores de rua em São Carlos/SP. In: RUI, T.; MARTINEZ, M.; FELTRAN, G. (Orgs.). Novas faces da vida nas ruas. v. 1. São Carlos: EDUFScar, p. 67-88, 2016.

ONU MULHERES. Diretrizes para atendimento em casos de violência de gênero contra meninas e mulheres em tempos da pandemia da COVID-19. Brasília: ONU Mulheres, jul. 2020.

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DE SAÚDE – OPAS. OMS afirma que COVID-19 é agora caracterizada como pandemia. OPAS, Notícia, 11 mar. 2020.

PARSELL, C.; CLARKE, A.; KUSKOFF, E. Understanding responses to homelessness during COVID-19: an examination of Australia. Housing Studies, p. 1-14, 2020. Doi: https://doi.org/10.1080/02673037.2020.1829564.

PECI, A.; TEIXEIRA, M. A. C. Desafios da administração pública brasileira. GV-Executivo, v. 20, n. 1, p. 37-39, jan./mar. 2021. Doi: https://doi.org/10.12660/gvexec.v20n1.2021.83462.

PIRES, R. R. C. Os efeitos sobre grupos sociais e territórios vulnerabilizados das medidas de enfrentamento à crise sanitária da COVID-19: propostas para o aperfeiçoamento da ação pública. Nota Técnica Nº 33. Brasília: IPEA; 2020.

PONCIONI, P. Tornar-se policial: o processo de construção da identidade profissional do policial nas academias de polícia. Curitiba: Appris, 2021.

RIBEIRO, L. M. L.; SOARES, F. C. Rotulação e seletividade policial: óbices à institucionalização da democracia no Brasil. Revista Estudos Históricos, v. 31, n. 63, p. 89-108, jan./abr. 2018. Doi: https://doi.org/10.1590/S2178-14942018000100006.

ROLIM NETO, M. L.; SOUZA, R. I. de; QUEZADO, R. M. M.; MENDONÇA, E. C. S.; ARAÚJO, T. I. de; LUZ, D. C. R. P.; SANTANA, W. J. de; SAMPAIO, J. R. F.; CARVALHO, P. M. de M.; ARRAIS, T. M. S. N.; LANDIM, J. M. M.; SILVA, C. G. L. da. When basic supplies are missing, what to do? Specific demands of the local street population in times of coronavirus – a concern of social psychiatry. Psychiatry Research, v. 288, jun. 2020. Doi: https://doi.org/10.1016/j.psychres.2020.112939.

RUI, T.; MARTINEZ, M.; FELTRAN, G. (Orgs.). Novas faces da vida nas ruas. São Carlos: EDUFScar, 2016.

SANTOS, B. S. Para uma revolução democrática da justiça. São Paulo: Cortez, 2011.

SANTOS, B. S. A cruel pedagogia do vírus. Coimbra: Edições Almedina S. A., 2020.

SAPORI, L. F. Segurança pública no Brasil: desafios e perspectivas. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2007.

SILVA, C. R.; GOBBI, B. C.; SIMÃO, A. A. O uso da análise de conteúdo como uma ferramenta para a pesquisa qualitativa: descrição e aplicação do método. Organizações Rurais & Agroindustriais, v. 7, n. 1, p. 70-81, 2005.

SILVA, J. L.; EMMENDOERFER, M. L.; CUNHA, N. R. S. Análise Documental Ilustrada em Administração Pública: Uma Proposta Operacional (Re)Aplicável. Teoria e Prática em Administração, v. 10, n. 2, p. 23-41, 2020.

SILVA, M. G.; MACIEL, L. M. Quem não tem casa não se isola: População em situação de rua diante da pandemia. Dilemas: Revista de Estudos de Conflito e Controle Social, v.14, n. 3, p. 1-6, 2020.

SILVA, T. D.; NATALINO, M.; PINHEIRO, M. B. População em situação de rua em tempos de pandemia: um levantamento de medidas municipais emergenciais. Nota Técnica Nº 74. Brasília/DF: IPEA, 2020.

SKOLNICK, J. H.; BAYLEY, D. H. Policiamento Comunitário. São Paulo: Edusp, 2002.

THIRY-CHERQUES, H. Saturação em pesquisa qualitativa: estimativa empírica de dimensionamento. Revista Brasileira de Pesquisas de Marketing, Opinião e Mídia, n. 3, p. 20-27, 2009.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

TSAI, J.; WILSON, M. COVID-19: a potential public health problem for homeless populations. The Lancet Public Health, v. 5, n. 4, mar. 2020. Doi: https://doi.org/10.1016/S2468-2667(20)30053-0.

VASCONCELOS, N. P. de; MACHADO, M. R.; WANG, D. COVID-19 in prisons: a study of habeas corpus decisions by the São Paulo Court of Justice. Revista de Administração Pública, v. 54, n. 5, p. 1472-1485, nov. 2020. Doi https://doi.org/10.1590/0034-761220200536x.

VIEIRA, C. M.; FRANCO, O. H.; RESTREPO, C. G.; ABEL, T. COVID-19: The forgotten priorities of the pandemic. Maturitas, n. 136, p. 38-41, jun. 2020. Doi: https://doi.org/10.1016/j.maturitas.2020.04.004.

VIEIRA, P. R; GARCIA, L. P; MACIEL, E. L. N. Isolamento social e aumento da violência doméstica: o que isso nos revela?. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 23, p.1-5, abr. 2020. Doi: https://doi.org/10.1590/1980-549720200033.

Publicado

26-09-2022

Como Citar

PEREIRA BRANDT DE AZEREDO, Emmanuelle; MARIA SILVEIRA, Andréa; GONÇALVES DA CRUZ, Marcus Vinicius. Forças públicas de segurança e a população de rua em tempos de Covid-19: encontros e desencontros. Revista Brasileira de Segurança Pública, [S. l.], v. 16, n. 3, p. 74–95, 2022. DOI: 10.31060/rbsp.2022.v16.n3.1633. Disponível em: https://revista.forumseguranca.org.br/index.php/rbsp/article/view/1633. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

COVID-19 e Segurança Pública no Brasil