Crimes na era Covid-19

evidências para o estado de São Paulo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2023.v17.n2.1720

Palavras-chave:

Covid-19, Análise Qualitativa Comparativa , Análise dos Componentes Principais, Crimes

Resumo

A rápida propagação da pandemia da Covid-19 afetou os mercados e paralisou atividades econômicas. Na tentativa de conter a Covid-19, parte da população entrou em isolamento social, que incluiu medidas como fechamento de escolas e comércio, paralisação da produção industrial e fechamento de fronteiras. Estas mudanças afetaram diversas atividades econômicas, e as atividades criminosas não são exceção. Nesse contexto, este artigo tem como objetivo analisar como se comportaram os crimes durante a pandemia da Covid-19 nos 645 municípios do Estado de São Paulo. A análise procede de uma estratégia metodológica que articula Análise de Componentes Principais (ACP) e Análise Qualitativa Comparativa (QCA). O período de análise são os anos de 2019 e 2020. Os resultados indicam que os crimes de patrimônio e vida reduziram e o porte de drogas cresceu durante a pandemia. Ademais, municípios mais rígidos com o isolamento social apresentaram menor quantidade de crimes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luziane Da Gomes, Universidade Federal de Juiz de Fora

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Piauí - UFPI (2015). Especialista em Gestão Financeira pelo Centro Universitário Santo Agostinho - UNIFSA (2017). Mestra em Economia Aplicada na Universidade Estadual do Rio Grande do Norte - UERN, em Mossoró - RN (2020). Doutoranda em economia aplicada pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Possui afinidade com a área de Economia Rural, Economia do Crime e Economia Regional.

Elvira Helena Oliveira de Medeiros, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Doutoranda em economia aplicada pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Suzana Quinet de Andrade Bastos, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Professora titular de economia na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Admir Antônio Betarelli Júnior, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Professor titular de economia na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Referências

ANDRADE, G. Aumento demográfico versus índices de criminalidade. Canal Ciências Criminais, Artigos, Direito Penal, 11 ago. 2020.

ARAÚJO JR., A. F. Raízes econômicas da criminalidade violenta no Brasil: um estudo usando micro dados e pseudopainel – 1981/1996. Revista de Economia e Administração, v.1, n.3, 2002.

BARTON, A. H. Communities in disaster: a sociological analysis of collective stress situations. American Sociological Review, v. 35, n. 1, p. 150-151, 1970.

BAUMGARTNER, M. T.; LANSAC-TÔHA, F. M.; COELHO, M. T. P.; DOBROVOLSKI, R.; DINIZ-FILHO, J. A. F. Social distancing and movement constraint as the most likely factors for COVID-19 outbreak control in Brazil. medRxiv, 2020.

BEATO FILHO, C. B.; REIS, I. A. Desigualdade, desenvolvimento socioeconômico e crime. In: HENRIQUES, R. (Org.). Desigualdade e pobreza no Brasil. Rio de Janeiro: Ipea, 2000, p. 385-403.

BECKER, G. S. Crime and punishment: an economic approach. The Journal of Political Economy, v, 76, n. 2, p. 169-217, 1968.

BETARRELLI JR., A. A. Análise de componentes principais. In: Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada, Universidade Federal de Juiz de Fora, Disciplina: Análise Multivariada I, Aula 2, 2016.

BETARELLI JR., A. A.; FERREIRA, S. F. Introdução à análise qualitativa comparativa e aos conjuntos Fuzzy (FsQCA). Brasília: Enap, 2018.

BEZERRA, E, C. D.; SANTOS, P. S.; LISBINSKI, F. C.; DIAS, L. C. Análise espacial das condições de enfrentamento à Covid-19: uma proposta de Índice da Infraestrutura da Saúde do Brasil. Revista Ciência & Saúde Coletiva, v. 25, n. 12, 2020.

BRASIL. Decreto-Lei Nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940. Código Penal. Brasília/DF: Diário Oficial da União, Seção 1, p. 23911, 31 dez. 1940.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei Nº 11.343, de 23 de agosto de 2006. Institui o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas - Sisnad; prescreve medidas para prevenção do uso indevido, atenção e reinserção social de usuários e dependentes de drogas; estabelece normas para repressão à produção não autorizada e ao tráfico ilícito de drogas; define crimes e dá outras providências. Brasília/DF: Diário Oficial da União, Seção 1, p. 2, 24 ago. 2006.

BULLOCK, J.; PELLEGRINO, A. P. How do Covid-19 stay-at-home restrictions affect crime? Evidence from Rio de Janeiro, Brazil. EconomiA, v. 22, n. 3, p.147-163, 2021.

CAGED. CAGED|RAIS|RAISMIGRA. MTE, 2020. Disponível em: http://acesso.mte.gov.br/portal-pdet/o-pdet/portifolio-de-produtos/bases-de-dados.htm.

CANO, O. B.; MORALES, S. C.; BENDTSEN, C. COVID-19 Modelling: the effects of social distancing. Interdisciplinary Perspectives on Infectious Diseases, Hindawi, v. 2020, 2020.

CATTELL, R. B. Guest editorial: multivariate behavioral research and the integrative challenge. Multivariate Behavional Research, Taylor & Francis, v. 1, n. 1, p. 4-23, 1966.

CECCONELLO, S. T.; CENTENO, L. N.; GUEDES, H. A. S. Índice de qualidade de água modificado pela análise multivariada: estudo de caso do Arroio Pelotas, RS, Brasil. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 23, n. 5, p. 973-978, 2018.

CERQUEIRA, D.; MELLO, J. (Coords.). Atlas da Violência no Campo no Brasil: condicionantes socioeconômicos e territoriais”. Brasília: Ipea, 2020.

CLEMENTE. F.; LIRIO, V. S.; SANTOS, F. N. F.; BICALHO, I. L.; JARDIM, S. C.; CAMPOS, M. A. G. Criminalidade no estado do Rio Grande do Sul em tempos de Covid-19: inferências sobre os crimes contra a pessoa e o patrimônio. Observatório Socioeconômico da COVID-19, Texto para Discussão 13, FAPERGS, 16 jul. 2020.

CLEMENTE, A.; WELTERS, A. Reflexões sobre o modelo original da economia do crime. Revista de Economia, v. 33, n. 2, ano 31, 2007.

COMMUNITY MOBILITY REPORTS. Veja as mudanças de mobilidade causadas pela pandemia da Covid-19 na sua comunidade. Google, 2020.

CORNWELL, C.; TRUMBULL, W. N. Estimating the economic model of crime with panel data. The Review of Economics and Statistics, v. 76, n. 2, p. 360-366, 1994.

CORREIO POPULAR. Latrocínios e estupros disparam em 2020. Correio Popular, São Paulo, Violência, 27 jan. 2021.

DIAS, O. C. Análise Qualitativa Comparativa (QCA) usando conjuntos Fuzzy – uma abordagem inovadora para estudos organizacionais no Brasil. Anais do XXXV Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração – EnANPAD, Rio de Janeiro, 2011.

DRABEK, T. E. Human system responses to disaster: an inventory of sociological findings. New York: Springer-Verlag, 1986.

EHRLICH, I. Crime, punishment and the market for offenses. Journal of Economic Perspectives, v. 10, n. 1, p. 43-67, 1996.

ESCOLA DE EDUCAÇÃO PERMANENTE – EEP. Aumento de álcool e drogas na pandemia da Covid-19 é ameaça à saúde. Portal da EEP, Saúde Mental, 8 jul. 2020.

FERGUSON, N. M.; LAYDON, D.; NEDJATI-GILANI, G.; IMAI, N.; AINSLIE, K.; BAGUELIN, M.; BHATIA, S.; BOONYASIRI, A.; CUCUNUBÁ, Z.; CUOMO-DANNENBURG, G.; DIGHE, A.; DORIGATTI, I.; FU, H.; GAYTHORPE, K.; GREEN, W.; HAMLET, A.; HINSLEY, W.; OKELL, L. C.; ELSLAND, S.; THOMPSON, H.; VERITY, R.; VOLZ, E.; WANG, H.; WANG,Y.; WALKER, P. G. T.; WALTERS, C.; WINSKILL, P.; WHITTAKER, C.; DONNELLY, C. A.; RILEY, S.; GHANI, A. C. Impact of non-pharmaceutical interventions (NPIs) to reduce COVID-19 mortality and healthcare demand. Imperial College COVID-19 Response Team, 16 mar. 2020. DOI: https://doi.org/10.25561/77482.

FERREIRA, S. F. Transgressão, norma social e crime: o papel da dissuasão social nas áreas mínimas comparáveis no Brasil (1991-2010). Tese (Doutorado em Economia) – Faculdade de Economia, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora/MG, 2017. 320 p.

FLEISHER, B. M. The effect of unemployment on juvenile delinquency. The Journal of Political Economy, v. 71, n. 6, p. 543-555, 1963.

GANTER, A.; HECKER, A. Configurational paths to organizational innovation: qualitative comparative analyses of antecedents and contingencies. Journal of Business Research, v. 67, n. 6, p. 1285-1292, 2014.

GUIMARÃES, T. Pesquisa identifica evasão escolar na raiz da violência extrema no Brasil. BBC Brasil, São Paulo, 28 maio 2017.

HALFORD, E.; DIXON, A.; FARRELL, G.; MALLESON, N.; TILLEY, N. Crime and coronavirus: social distancing, lockdown, and the mobility elasticity of crime. Crime Science, v. 9, artigo 11, 2020.

HALICIOGLU, F. Temporal causality and the dynamics of crime in Turkey. Internacional Journal of Social Economics, v. 39, n. 9, p. 704-720, 2012.

HODGKINSON, T.; ANDRESEN, M. Show me a man or a woman alone and I´ll show you a saint: changes frequency of criminal incidents during the Covid-19 pandemic. Journal of Criminal Justice, v. 69, 2020. ISSN: 0047-2352.

IBGE. Censo demográfico. IBGE, 2010.

INEP. Pesquisas estatísticas e indicadores educacionais. INEP, 2020.

JOHNSON, R. A.; WICHERN, D. W. Applied multivariate statistical analysis. 6 ed. New Jersey: Pearson, 2007.

JONKER, M.; BEKKER-GROB, E.; VELDWIJK, J.; GOOSSENS, L.; BOUR, S.; MÖLKEN, M. R. V. COVID-19 contact tracing apps: predicted uptake in the Netherlands based on a discrete choice experiment. JMIR Mhealth Uhealth, v. 8, n. 10, e20741, 2020. DOI: https://doi.org/10.2196/20741.

KAISER, H. F. The varimax criterion for analyte rotation in factor analysis. Psychometrika, v. 23, n. 3, p. 187-200, 1958.

LEAL, D. H. V. Análise de componentes principais na orientação de assitência técnica para produtores de leite cru refrigerado. Dissertação (Mestrado em Produção Animal) –Universidade Federal de Minas Gerais, Montes Claros/MG, 2018. 38 p.

LEVITT. S. D. Using electoral cycles in police hiring to estimate the effect of police on crime. The American Economic Review, v. 87, n. 3, p. 270-290, 1997.

LONGEST, K. C.; VAISEY, S. Fuzzy: a program for performing Qualitative Comparative Analyses (QCA) in stata. The Stata Journal, v. 8, n. 1, p.79-104, 2008.

MALONEY, W.; TASKIN, T. Determinants of social distancing and economic activity during COVID-19: a global view. Policy Research Working Paper, n. 9242, 2020.

MCKIBBIN, W.; FERNANDO, R. The economic impact of COVID-19. In: BALDWIN, R.; MAURO, B. W. (Eds.). Economics in the Time of COVID-19. London: CEPR Press, 2020, p. 45-51.

MIJAN, P. H. C. Economia do crime: as contribuições de Gary Becker, seu desenvolvimento e aplicações atuais. Dissertação (Mestrado em Economia) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de Brasília, Brasília/DF, 2017. 37 p.

MOHLER, G.; BERTOZZI, A. L.; CARTER, J.; SHORT, M. B.; SLEDGE, D.; TITA, G. E.; UCHIDA, C. D.; BRANTINGHAM, P. J. Impact of social distancing during COVID-19 pandemic on crime in Los Angeles and Indianapolis. Journal of Criminal Justice, v. 68, 2020.

MONTENEGRO, R. L. G. Inovações ambientais e sistemas nacionais de inovação: caracterizações para o período 1990-2010. Tese (Doutorado em Economia) – Faculdade de Ciências Econômicas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte/MG, 2016. 211p.

NEANIDIS, K. C.; RANA, M. P. Crime in the era of Covid-19: evidence from England. Economics Discussion Paper Series, EDP-2103, 2021.

NEISSE, A. C.; HONGYU, K. Aplicação de componentes principais e análise fatorial a dados criminais de 26 estados dos EUA. Engineering and Science, v. 5, n. 2, p. 105-115, 2016.

OLIVEIRA, C. S.; WOLFF, M. P.; CONTE, M.; HENN, R. C. Violência e cidade: existiria uma geografia do crime?. O público e o privado, v. 2, n. 4, p. 87-101, 2004.

PAYNE, J. L.; MORGAN, A.; PIQUERO, A. R. COVID-19 and social distancing measures in Queensland, Australia, are associated with short-term decreases in recorded violent crime. Journal of Experimental Criminology, 2020. DOI: https://doi.org/10.1007/s11292-020-09441-y.

PEREIRA, R. Crime e renda no Brasil. Tese (Doutorado em Economia) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife/PE, 2017. 107 p.

PINTO, N. G. M.; CORONEL, D. R.; MÜLLER, A. P.; GUERRA, P. A. C.; CARVALHO, G. S. Observatório socioeconômico da Covid-19: perspectivas econômicas e sociais diante da pandemia. São Paulo: Paco Editorial, 2022.

PRICE, G.; HOLM, E. V. The effect of social distancing on the spread of novel coronavirus: estimates from linked state-level infection and American time use survey data. Research Gate, 2020. DOI: https://doi.org/10.13140/RG.2.2.30632.32007.

RAGIN, C. C. The Comparative Method: moving bayond qualitative and quantitative strategies. Berkeley: University of California Press, 1987.

RICAS, E. Crimes patrimoniais caíram na pandemia. E a sensação de insegurança?. A Gazeta, Colunas, Segurança Pública, 17 abr. 2021.

SALVIATO, R. B; MOURÃO, G. N. Economia do crime: um estudo sobre a teoria econômica do crime e as suas verificações no estado do Paraná. Anais do IV Simpósio de Pesquisa e X Seminário de Iniciação Científica, FAE, 2016.

SANTOS, C. A. P.; CASAGRANDE, D. L.; HOECKEL, P. H. O. “Teoria Econômica do Crime”: dos pressupostos acadêmicos à empírica do dia a dia na vida de ex-presidiários de Santa Maria RS. Economia e Desenvolvimento, v. 27, n. 2, 2015.

SANTOS, M. J.; KASSOUF, A. L. Estudos Econômicos das Causas da Criminalidade no Brasil: Evidências e Controvérsias. EconomiA, v. 9, n. 2, p. 343-372, 2008.

SANTOS, E. F. N.; SANTORO, K. R.; FERREIRA, R. L. C.; SANTOS, E. S.; SANTOS, G. R. A. Formação de grupos produtivos em vacas leiteiras por meio de componentes principais. Revista Brasileira de Biometria, v. 28, n. 3, p. 15-22, 2010.

SCHNEIDER, C. Q.; WAGEMANN, C. Set-Theoretic methods for the social sciences: a guide to Qualitative Comparative Analysis. Cambridge/UK: Cambridge University Press, 2012.

SCOTT, S. M.; GROSS, L. J. COVID-19 and crime: analysis of crime dynamics amidst social distancing protocols. PLoS ONE, v.16 , n. 4, 2021.

SEADE. SEADE TRABALHO. SEADE, 2020.

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DE SÃO PAULO – SSPSP. Dados estatísticos do estado de São Paulo 2020. Portal da SSPSP, Estatística, Pesquisa, 2020.

SIEDNER, M. J.; HARLING, G.; REYNOLDS, Z.; GILBERT, R. F.; HANEUSE, S.; VENKATARAMANI, A. S.; TSAI, A. C. Social distancing to slow the U.S. COVID-19 epidemic: an interrupted time-series analysis. (preprint). medRxiv, 2020. ID: ppzbmed-10.1101.2020.04.03.20052373.

SILVA, T. Impacto da pandemia no desempenho dos indicadores econômico-financeiros de empresas do segmento alimentício e turístico listadas na B3. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Administração) – Unidade Acadêmica de Gestão e Negócios, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba, João Pessoa/PB, 2021. 66 p.

SIQUEIRA, A. Na quarentena, a criminalidade diminuiu em boa parte do país. Veja, Brasil, 31 jul. 2020.

STICKLE, B.; FELSON, M. Crime rates in a pandemic: the largest criminological experiment in history. American Journal of Criminal Justice, v. 45, p. 525-536, 2020.

TAJRA, A.; ADORNO, L. Homicídio e roubo seguido de morte sobem no estado de SP. UOL, São Paulo, Notícias, Segurança Pública, 25 ago. 2020a.

TAJRA, A.; ADORNO, L. O que está por trás do aumento dos assassinatos em SP?. UOL, São Paulo, Notícias, Segurança Pública, 5 set. 2020b.

TEIXEIRA, E. C. Dois ensaios acerca da relação entre criminalidade e educação. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba/SP, 2011. 104 p.

TJENDRA, Y.; AL MANA, A. F.; ESPEJO, A. P.; AKGUN, Y.; MILLAN, N. C.; GOMEZ-FERNANDEZ, C.; CRAY, C. Predicting disease severity and outcome in COVID-19 patients: a review of multiple biomarkers. Archives of Pathology and Laboratory Medicine, v. 144, n. 12, p. 1465-1474, 2020.

TOMAZ, K.; ARCOVERDE, L. SP tem recorde de apreensões de maconha durante a pandemia de coronavírus; Cracolândia tem aumento de prisões por tráfico. G1 SP; GloboNews, São Paulo, Notícia, 22 set. 2020.

UNICEF. Pandemia dificulta denúncia de violência sexual contra crianças e no Estado de São Paulo, revela relatório”. UNICEF, Comunicado de imprensa, 2 dez. 2020.

UN WOMEN. In Focus: gender equality matters in COVID-19 response. UN Women, News and Events, In Focus, 2020.

VARELLA, C. A. A. Análise de Componentes Principais. Pós-Graduação em Agronomia – CPGA-CS, Análise Multivariada Aplicada às Ciências Agrárias, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica/RJ, 2008.

VERDINELLI, M. A. Análise inercial em ecologia. São Paulo: Universidade de São Paulo. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) – Universidade Federal de São Paulo, 1980. 162 p.

WINKELMANN, R.; PAPPS, K. L. Unemployment and crime: new answer to an old question. Applied Economic Letters, Taylor & Francis , v. 13, n. 12 , p. 805-810, 1998.

Publicado

01-08-2023

Como Citar

GOMES, Luziane Da; OLIVEIRA DE MEDEIROS, Elvira Helena; QUINET DE ANDRADE BASTOS, Suzana; BETARELLI JÚNIOR, Admir Antônio. Crimes na era Covid-19 : evidências para o estado de São Paulo. Revista Brasileira de Segurança Pública, [S. l.], v. 17, n. 2, p. 370–393, 2023. DOI: 10.31060/rbsp.2023.v17.n2.1720. Disponível em: https://revista.forumseguranca.org.br/index.php/rbsp/article/view/1720. Acesso em: 17 jun. 2024.