Padrões de mobilidade e modus operandi dos crimes de estupro em Maceió (AL)

Autores

  • Fillipi Lúcio Nascimento da Silva Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2021.v15.n2.1280

Palavras-chave:

Mobilidade criminal, Modus operandi, Crimes de estupro

Resumo

O artigo apresenta uma caracterização da mobilidade criminal e do modus operandi dos crimes de estupro ocorridos na cidade de Maceió (AL) entre os anos de 2015 e 2017. Os dados reunidos no estudo foram cedidos pelas Polícias Civil e Militar do Estado de Alagoas e pela Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social. Recorreu-se à abordagem descritiva para descrever os aspectos configuracionais dos crimes sexuais notificados na cidade e no período supracitados. Na análise dos resultados foi possível identificar padrões na forma de atuação dos agressores, nos perfis da vítima e do autor do crime e nas configurações espaço-temporais dos crimes de estupro sobre o perímetro urbano da capital alagoana.

Biografia do Autor

Fillipi Lúcio Nascimento da Silva, Universidade Federal de Pernambuco

Doutorando em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Mestre em Sociologia e Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Pesquisador do Laboratório de Estudos de Segurança Pública (LESP/UFAL).

Publicado

2021-09-30