Competências e impactos do mestrado profissional

o caso do Programa de Pós-Graduação Profissional em Segurança Pública da Universidade Federal da Bahia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2022.v16.n1.1503

Palavras-chave:

Avaliação de formação, Formação profissional, Segurança Pública

Resumo

O artigo discute as competências e impactos dos mestrados profissionais em segurança pública a partir dos resultados da avaliação de egressos da Pós-Graduação Profissional em Segurança Pública da Universidade Federal da Bahia. Para tanto, adotou-se o modelo de personalidade parentética, proposto por Alberto Guerreiro Ramos, para analisar a interação entre a universidade e campo profissional através dos egressos, entendidos como pesquisadores práticos. A pesquisa foi efetuada por meio de questionário de aplicação ampla enviado, por e-mail, a todos os alunos que concluíram o curso no período de 2013 a 2020. Os resultados, com 40 respondentes, sugerem que estes estão mais conscientes do papel social de sua profissão, apresentam maior competência em pensar de forma crítica sua realidade profissional, analisar o ambiente interno e externo de suas organizações e tomar decisões com potencial de impacto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anderson Souza da Silva, Universidade Federal da Bahia

Mestrando em Ciências Sociais/Ciência Política pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia - FFCH/UFBA e licenciado em Ciências Sociais/Sociologia pela mesma instituição (2019). Durante a graduação fui bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - PIBIC/UFBA pelo projeto “Bases Comunitárias de Segurança, Modelos e Estratégias de Redução de Riscos Sociais” (2017) e, posteriormente, voluntário, também pelo PIBIC, do projeto “Ecos do Subsolo: influência e (in)visibilidade de um pensamento cosmopolita de matriz comunista no debate com outras esquerdas e com liberais sobre reformismo e democracia no Brasil” (2019). 

Ivone Freire Costa, Universidade Federal da Bahia

Doutora em Sociologia econômica (UTL/PT). Professora Titular na UFBA. Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Segurança Pública - PROGESP (ADM/UFBA).

Taiala Águilan Nunes Dos Santos, Universidade Federal da Bahia

Mestranda em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Bahia. Licenciada em Ciências Sociais pela mesma Universidade. Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Segurança Pública - PROGESP e do Laboratório de Estudos sobre Crime e Sociedade - LASSOS. 

Referências

Almeida Júnior, A. et al. Parecer CFE Nº 977/65, aprovado em 3 dez. 1965. Revista Brasileira de Educação [online]. 2005, n. 30, pp. 162-173. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782005000300014.

ANDRÉ, M. Mestrado profissional e mestrado acadêmico: aproximações e diferenças. Revista Diálogo Educacional, v. 17, n. 53, p. 823-841, 2017.

BARATA, R. B. Programas de pós-graduação profissionais: por que precisamos deles?. International Journal of Business Marketing, v. 5, n. 2, p. 30-34, 2020.

BRASIL. Lei Nº 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Seção 1, p. 11429, 27/12/1961.

BRASIL. Portaria Nº 47, de 17 de outubro de 1995. Determina a implantação na Capes de procedimentos apropriados à recomendação, acompanhamento e avaliação de cursos de mestrado dirigidos à formação profissional. Revista Brasileira da Pós-Graduação - RBPG, Brasília/DF, v. 2, n. 4, p. 147-148, jul. 2005.

CAPES. Produção Técnica. Relatório de grupo de trabalho. Brasília: Ministério da Educação; Capes, 2019.

DAZZANI, M. V. M.; LORDELO, J. A. C. A importância dos estudos com egressos na avaliação de programas. In: DAZZANI, M. V. M.; LORDELO, J. A. C. (Orgs.). Estudos com estudantes egressos: concepções e possibilidades metodológicas na avaliação de programas. Salvador: EDUFBA, 2012, p. 15-21.

GALINDO, F. Mestrados profissionais: reflexões sobre um modelo paradoxal. International Journal of Business Marketing, v. 5, n. 2, p. 58-63, 2020.

HANSSON, S. O. Critical Thinking. Theoria, v. 85, p. 3-7, 2019.

NISHIMURA, A. T. Avaliação de programas de doutorado em administração sob a perspectiva dos egressos. Tese (Doutorado em Administração) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

PAIXÃO, R. B.; BRUNI, A. L. Mestrados profissionais: características, especificidades, diferenças e relatos de sucesso. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 14, n. 2, p. 279-310, 2013.

RAMOS, A. G. Modelos de homem e teoria administrativa. Revista de administração pública, v. 18, n. 2, p. 3-12, 1984.

SERVA, M. A racionalidade substantiva demonstrada na prática administrativa. Revista de administração de empresas, v. 37, n. 2, p. 18-30, 1997.

SOUZA, J. G.; RAMOS, E. M. L.; PENSADOR, L. E. S. Perfil dos Egressos do Programa de Pós-Graduação em Segurança Pública da Universidade Federal do Pará. In: SOUZA, J. G.; RAMOS, E. M. L.; PENSADOR, L. E. S. et al. Segurança e defesa: cidades, criminalidades, tecnologias e diversidades. 1 ed. Praia, Cabo Verde: Uni-CV, 2019.

STREHLAU, V. I. O lugar dos mestrados profissionais. International Journal of Business Marketing, v. 5, n. 2, p. 82-85, 2020.

Publicado

25-02-2022

Como Citar

SOUZA DA SILVA, Anderson; FREIRE COSTA, Ivone; NUNES DOS SANTOS, Taiala Águilan. Competências e impactos do mestrado profissional: o caso do Programa de Pós-Graduação Profissional em Segurança Pública da Universidade Federal da Bahia. Revista Brasileira de Segurança Pública, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 272–291, 2022. DOI: 10.31060/rbsp.2022.v16.n1.1503. Disponível em: https://revista.forumseguranca.org.br/index.php/rbsp/article/view/1503. Acesso em: 15 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: A formação dos profissionais de segurança pública