Polícia Rodoviária Federal

de polícia das estradas a um novo posicionamento institucional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31060/rbsp.2024.v18.n1.1751

Palavras-chave:

Polícia Rodoviária Federal, Instituição, Policiamento, Segurança pública

Resumo

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) integra o sistema de segurança pública, tendo adquirido, em 1988, o status de órgão permanente e previsão constitucional para progressão de carreira. Desde então, a instituição tem demonstrado sucesso no cumprimento de suas atribuições, com redução dos acidentes de trânsito e aumento nas apreensões de drogas. No entanto, são escassos os estudos sobre a instituição nas Ciências Sociais. Este artigo objetiva investigar as principais mudanças estruturais pelas quais a PRF tem passado e que culminaram no seu fortalecimento institucional nas últimas duas décadas, bem como trazer apontamentos para uma agenda de pesquisa. Para a realização da pesquisa foram analisados os relatórios anuais de gestão, disponibilizados pelo órgão, além de informações complementares em seus canais e documentos oficiais referentes às últimas duas décadas, até 2021. Constata-se que a PRF tem passado por um processo institucional semelhante ao protagonizado pela Polícia Federal nos últimos anos, com aumento de investimentos públicos e renovação do seu efetivo, embora não tenha adquirido a mesma atenção midiática. Além disso, o órgão tem alterado a ênfase da divulgação das suas atividades nos documentos oficiais, dando maior atenção às suas atribuições de combate aos crimes, em detrimento daquelas relacionadas ao controle de trânsito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carla Campos Avanzi, Universidade Estadual de Londrina

Doutoranda em Sociologia pela Universidade Estadual de Londrina - UEL e em Criminologia pela Vrije Universiteit Brussel - VUB (cotutela), Mestre em Sociologia pela Universidade Estadual de Londrina - UEL, integrante do Laboratório de Estudos sobre Governança da Segurança (LEGS) e do Crime & Society Research Group (CRiS).

Referências

ARANTES, Rogério Bastos. Polícia Federal e construção institucional. In: AVRITZER, Leonardo; FILGUEIRAS, Fernando (Orgs.). Corrupção e Sistema Político no Brasil. 1 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011, p. 99-132.

AZEVEDO, Rodrigo Ghiringhelli; PILAU, Lucas e Silva Batista. Os impactos da operação Lava Jato na Polícia Federal Brasileira. In: KERCHE, Fábio; FERES JR., João (Orgs). Operação Lava Jato e a Democracia Brasileira. São Paulo: Editora Contracorrente, 2018, p. 101-136.

BAJOTTO, Carolina Cancian. Polícia Federal: a elite policial traçando identidades e distinções. 2009, 128 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS, 2009.

BRASIL. Decreto Nº 18.323, de 24 de julho de 1928. Approva o regulamento para a circulação internacional de automoveis, no territorio brasileiro e para a signalização, segurança do transito e policia das estradas de rodagem. Brasília/DF, Diário Oficial da União, seção 1, p. 19037, 15 ago. 1928.

BRASIL. Decreto Nº 1.655 de 3 de outubro de 1995. Define a competência da Polícia Rodoviária Federal, e dá outras providências. Brasília/DF, Diário Oficial da União, seção 1, p. 15517, col. 2, 4 out. 1995.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei Nº 9.654, de 2 de junho de 1998. Cria a carreira de Policial Rodoviário Federal e dá outras providências. Brasília/DF, Diário Oficial da União, seção 1, p. 1, 3 jun. 1998.

BRASIL. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Concursos anteriores. [s.d.].

BRASIL. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Portal Da Transparência. [s.d.].

BRASIL. Ministério da Justiça. Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Relatório de gestão do exercício de 2008. 113 p.

BRASIL. Ministério da Justiça. Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Relatório de gestão do exercício de 2009. 94 p.

BRASIL. Ministério da Justiça. Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Relatório de gestão do exercício de 2010. 99 p.

BRASIL. Ministério da Justiça. Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Relatório de gestão do exercício de 2011. 112 p.

BRASIL. Ministério da Justiça. Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Relatório de gestão do exercício de 2012. 210 p.

BRASIL. Ministério da Justiça. Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Relatório de gestão do exercício de 2013. 185 p.

BRASIL. Ministério da Justiça. Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Relatório de gestão do exercício de 2014. 437 p.

BRASIL. Ministério da Justiça. Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Relatório de gestão do exercício de 2015. 326 p.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 2016. 496 p.

BRASIL. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Relatório de gestão do exercício de 2016. 287 p.

BRASIL. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Departamento de Polícia Rodoviária Federal. Relatório de gestão do exercício de 2017. 403 p.

BRASIL. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Relatório de gestão do exercício de 2018. 164 p.

BRASIL. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Relatório de gestão do exercício de 2019. 382 p.

BRASIL. Polícia Rodoviária Federal. BALANÇO PRF 2020. 2021, 31 p.

CALEGARI. Rodrigo Garcia. As atribuições da Polícia Rodoviária Federal frente às demandas da sociedade contemporânea. 2013, 75 p. Monografia (Especialização em Gestão Pública) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria/RS, 2013.

C MARA DOS DEPUTADOS. Orçamento da União. LOA - Lei orçamentária anual.

COSTA, Arthur Trindade Maranhão; MACHADO, Bruno Amaral; ZACKSESKI, Cristina (Orgs.). A investigação e a persecução penal da corrupção e dos delitos econômicos: uma pesquisa empírica no sistema de justiça federal. Tomo II. Brasília: ESMPU, 2016.

COUTINHO, Juliana Pereira. Compreendendo a polícia nas estradas: uma análise sociológica do mandato e das práticas da Polícia Rodoviária Federal. 2015, 119 p. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife/PE, 2015.

FENAPRF – Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais. Portal da FENAPRF - História. [s.d.].

FENAPRF – Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais. Portal da FENAPRF - FenaPRF vai à AGU para cobrar implantação de parecer vinculante que garante integralidade e paridade. 26 maio 2021.

GIRARDI, Henrique Ziegler. A carreira única na Polícia Rodoviária Federal: vantagens e desvantagens para a instituição. 2017, 38 p. Monografia (Especialista em Gestão Integrada da Segurança Pública) – Universidade do Sul de Santa Catarina, Uruguaiana/RS, 2017.

MUNIZ, Jaqueline; CARUSO, Haydée; FREITAS, Felipe. Os estudos policiais nas ciências sociais: um balanço sobre a produção brasileira a partir dos anos 2000. BIB, n. 84, p. 148-187, 2018. DOI: https://doi.org/10.17666/bib8405/2018

PIRES, Duarte Raab. Governança em Segurança Pública: mecanismos de liderança, estratégia e controle na Polícia Rodoviária Federal. Dissertação (Mestrado em Administração) – Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife/PE, 2016.

PORTAL DO SERVIDOR. Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Civis e dos Ex-Territórios.

PRF – Polícia Rodoviária Federal. Portal da PRF Oficial. [s.d.].

REVISTA ESTRATÉGIA PRF. Edição revisada – Portaria do DG Nº 85, de 09 de fevereiro de 2021. 50 p.

Publicado

01-02-2024

Como Citar

CAMPOS AVANZI, Carla. Polícia Rodoviária Federal: de polícia das estradas a um novo posicionamento institucional. Revista Brasileira de Segurança Pública, [S. l.], v. 18, n. 1, p. 132–151, 2024. DOI: 10.31060/rbsp.2024.v18.n1.1751. Disponível em: https://revista.forumseguranca.org.br/index.php/rbsp/article/view/1751. Acesso em: 29 maio. 2024.